Edmilson Rodrigues detona Vuaden por pênalti marcado em Náutico x Paysandu: “juiz ladrão”; assista

Deputado Federal falou sobre o jogo da Série C por pouco mais de dois minutos, em sessão na Câmara

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 26 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Transmissão TV Câmara

Deputado federal pelo estado do Pará, Edmilson Rodrigues detonou Leandro Pedro Vuaden, árbitro do jogo Náutico x Paysandu, de domingo (8). Isso porque, aos 49 minutos e meio do segundo tempo, Vuaden marcou um pênalti decisivo para evitar o acesso do time paraense à Série B 2020.

No lance, o volante Caíque Oliveira corta um cruzamento e a bola desvia no braço de Uchôa, também jogador do Paysandu. O pênalti foi convertido por Jean Carlos. “O juiz cometeu uma violência”, disparou o deputado.

Quer ver a Série C de graça por 1 mês? Conheça DAZN Brasil!

Em sessão plenária na Câmara dos Deputados, o deputado falou por dois minutos. “Não só por ser torcedor (do Paysandu). Mas é um prejuízo ao futebol brasileiro, quando um juiz age de forma ilícita. Definindo um pênalti ilegal”, acrescentou Edmilson Rodrigues.

“Foi criminoso. Juiz ladrão é inadmissível. Então eu queria dizer que o juiz Leandro Pedro Vuaden envergonha o Rio Grande do Sul, gente tão trabalhadora e honesta”, finalizou o deputado.

Pedido de anulação

O presidente alviceleste, Ricardo Gluck Paul, viajou ao Rio de Janeiro, após o jogo. Nesta terça (10), o clube paraense oficializou a entrada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do pedido de anulação do jogo.

Assista à manifestação de Edmílson Rodrigues no vídeo abaixo:

Leia também:

Hélio dos Anjos relata agressão de torcedores do Náutico e comenta possível anulação de jogo