Dirigente do Cruzeiro explica decisão pela saída de Rogério Ceni

Relação difícil com alguns atletas determinaram a demissão de Ceni do Cruzeiro

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Abel Braga é o novo técnico do Cruzeiro. Ex-técnico do Flamengo no início da temporada, ele vai substituir Rogério Ceni, demitido ontem após empate em 0 a 0 contra o Ceará pelo Campeonato Brasileiro. Hoje, o vice-presidente de futebol da Raposa, Itair Machado, esteve na sala de imprensa e deu explicações a respeito da saída do ex-goleiro.

Antes punido pelo STJD, Itair alega não ter participado diretamente da vinda de Ceni. Itair preferiu, porém, não dar detalhes sobre a mudança no comando técnico.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

– Nesse período da contratação do ex-treinador, eu, Itair, não pude ficar muito opinando, porque eu estava punido pelo STJD. Muita gente não acredita, mas eu tive uma reunião com o presidente e garanti que ia cumprir. Então, eu não participei efetivamente. Falaram que os jogadores contrataram o Rogério. Quando os jogadores vieram pedir o Rogério, o Marcelo Djian já tinha acertado com ele. É um treinador que o Cruzeiro queria. Um perfil jovem, com treinos diferentes, que é o que atraiu todo mundo, mas infelizmente na vida é assim. Foi igual um casamento que deu errado, e a gente não quer dar detalhes, por respeito. São coisas internas do clube. Deu errado, até em termos de resultado mesmo. Se pegar oito jogos, os resultados não foram bons, principalmente o segundo tempo das partidas, e a gente quis mudar, porque o Cruzeiro não pode esperar. A gente teve quatro derrotas seguidas, e isso vai atrapalhando o ambiente, seja qual for o treinador”, disse o dirigente.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Ceni deixa a Cruzeiro em 17ª lugar na competição, com apenas 19 pontos. Na próxima segunda, o time mineiro encara o Goiás, no Serra Dourada.

LEIA MAIS: