Presidente da ECA confirma que “haverá uma nova Champions League em 2024”

Andrea Agnelli, presidente da ECA (Associação de Clubes Europeus), declarou que a maior competição de clubes do mundo passará por mudanças em breve

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação / Site Juventus

Reeleito nesta terça-feira (10), o presidente da ECA e da Juventus afirmou que teremos uma nova Champions League em 2024. Conforme repercutiu o site “BESOCCER“, com estas mudanças podemos esperar que a guerra entre ligas europeias, UEFA, clubes e o ECA continuará. Em sua reeleição como presidente do TCE, Agnelli deixou seus planos mais claros do que nunca que a competição continental máxima mudaria.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

“A nova Liga dos Campeões virá à tona depois de 2024. Esta é uma data inevitável, porque o calendário internacional será replanejado”.

“Sempre explicamos que o equilíbrio entre os torneios nacionais e os renovados competição será procurada”, declarou Agnelli.

Novo formato da Champions League

No dia 20 de junho, o  “Sport Bild” revelou os planos da UEFA para este novo formato da competição. A grande novidade é que o torneio será formado por 36 equipes, e não 32 como antes.

As etapas do grupo também sofrerão outra grande mudança, sendo que cada grupo será formado por seis equipes em vez de quatro, deixando maior competitividade antes de chegar à fase eliminatória.

Quanto ao ranking, devemos ter mudanças significativas, já que todos os quatro finalistas terão seu lugar garantido na próxima edição. Os quatro semifinalistas da Liga Europa e os 18 clubes das dez principais ligas europeias também terão vaga garantida. Finalmente, haverá seis vagas reservadas para equipes de campeonatos mais modestos.

Agradar a todas as partes envolvidas

“A nova Liga dos Campeões virá à tona depois de 2024. Esta é uma data inevitável, porque o calendário internacional será replanejado. Sempre explicamos que o equilíbrio entre os torneios nacionais e as competição será nosso foco. As últimas reuniões foram positivas e produtivas. Vamos tentar garantir os interesses de todas as partes. Isso não fazemos para ninguém, mas para o futebol, e fazemos da unidade com UEFA e Presidente Ceferin num processo aberto e transparente”, informou Andrea Agnelli.

Ajustes no calendário

Apesar do desejo de mudanças, o organograma europeu não suporta esta mudança de formato no momento.

“A Inglaterra tem duas xícaras, a Bundesliga é composta por 18 equipes … mas, seja qual for o caso, há espaço para mais Jogos da Liga dos Campeões. Você só precisa olhar o calendário”.

O prazo para que todos os envolvidos aceitem o novo formato foi prorrogado até 2022 e em dezembro ele afirmou que “reuniões importantes” serão realizadas. E ele deixou um aviso para aqueles que não queiram aceitar as mudanças, como é o caso de Javier Tebas, presidente da LaLiga.

O único órgão que pode aprovar a mudança de competição é a UEFA. Nem o ECA, nem qualquer outra parte pode fazê-lo”, finalizou.

LEIA MAIS

COM QUATRO DE CR7, PORTUGAL GOLEIA LITUÂNIA NAS ELIMINATÓRIAS DA EURO; ASSISTA AOS GOLS