Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Messi ou CR7? Estudo de universidade belga aponta quem é melhor

Atacantes estão concorrendo a mais um troféu de melhor do mundo da Fifa; decisão sai no dia 23 de setembro

Cido Vieira
Jornalista graduado. Redator do Torcedores.com desde 2017. Repórter na rádio Provisão FM Caruaru.

Crédito: Reprodução - BT Sport

Seja em uma roda de amigos ou em programas esportivos, a discussão sobre quem é melhor entre Messi e Cristiano Ronaldo sempre está presente. Principais craques do século 21, a dupla coleciona inúmeros prêmios individuais e costuma se alternar no topo mais alto do título de melhor do mundo. Diante das inúmeras discussões acerca de quem leva a melhor no embate dos astros, a ciência resolveu entrar na “área”, para esclarecer a dúvida.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Situada na Bélgica, a Universidade de Leuven, resolveu montar uma fórmula matemática, que, de acordo com seus especialistas, pode colocar um fim na discussão sobre quem é de fato melhor entre os dois atacantes.

Com dados colhidos pela empresa holandesa SciSports em todos os jogos disputados pelo argentino e o português no Campeonato Espanhol das temporadas 2013/14 e 2017/18, os cientistas formularam um algoritmo no intuito de avaliar o desempenhos dos craques dentro das quatro linhas.

“Jogadores de futebol normalmente são julgados apenas pelos seus gols e assistências. Mas esses são os melhores parâmetros. Em média, há cerca de 1.600 ações por jogo. É por isso que nosso estudo leva em conta todas as atividades com a bola: chutes, passes, dribles, desarmes”, afirma o professor e pesquisador Jesse James.

Diante desses dados, o estudo da universidade criou o índice VAEP, que traduzindo para o português significa “avaliação das ações a partir da estimativa de probabilidades”.  De acordo com esta apuração, Messi vence Cristiano Ronaldo tranquilamente.

No estudo, o camisa 10 blaugrano somou nota média de 1,21 por partida, quase o dobro do resultado obtido por CR7, que computou 0,61.

“Normalmente, há jogadores que realizam muitas ações de menor impacto, como Paul Pogba, por exemplo, e outros que tocam menos na bola, mas são mais decisivos, casos dos goleadores do tipo de Harry Kane, Mohamed Salah e Ronaldo. O excepcional de Messi é que ele tem uma quantidade muito alta de ações de grande valor”, explica Tom Decroos, outro participante do estudo.

Pentacampeões do prêmio de melhor do mundo da Fifa, os atacantes são finalistas da atual edição do troféu justamente com o zagueiro holandês Van Dijk. O anúncio do vencedor sai no final do mês, em cerimônia da entidade em Milão.

LEIA MAIS: