Eudes Pedro sinaliza que pode tirar Eduardo Ramos e colocar dupla da base no próximo Remo x Paysandu

Técnico do Remo elogiou futebol apresentado por jogadores que vieram do banco de reservas, no decorrer do segundo tempo

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Samara Miranda/Ascom Remo

Após o empate por 0 a 0 entre Remo e Paysandu neste domingo (29), o técnico azulino, Eudes Pedro, ‘deixou escapar’ que pode fazer três mudanças no time titular para o próximo jogo. O comandante remista elogiou Zotti, Hélio Borges e Rony, jogadores que entraram no segundo tempo e substituíram Eduardo Ramos, Wesley e Cesinha, respectivamente.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

“Algumas peças funcionaram e outras não. As substituições foram ótimas. Não quer dizer que a gente vai começar com Zotti, Hélio e Rony. Mas são opções que a gente pode já pensar em mudar para o próximo Re-Pa”, iniciou Eudes Pedro, em entrevista coletiva.

“Acredito que o nosso grupo está ficando cada vez mais uniforme. Todos têm condições de entrar”, acrescentou o técnico do Remo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“Temos outras variações que também, se o Hélio (dos Anjos, técnico do Paysandu) faz, a gente faria. É um jogo de estudo, de um lado e do outro. Um mínimo detalhe vai levar uma equipe à final”, continuou.

Precisa melhorar

Eudes Pedro também avaliou o futebol apresentado pelo time azulino. Na opinião do treinador, o rendimento precisa melhorar.

“Eu não gostei da minha equipe em alguns momentos. Falei isso lá para o grupo (no vestiário). Deixamos passar alguns detalhes”, disse.

“Sabíamos do potencial do adversário. Tentamos neutralizá-los em alguns momentos e em outros não. A postura, no segundo tempo, foi outra”, observou Eudes Pedro.

Arbitragem

O técnico do Remo ainda evitou entrar em polêmicas. O time azulino reclama de um pênalti não marcado. O presidente remista, Fábio Bentes, detonou o árbitro Dewson Freitas.

“Não gosto de comentar a arbitragem. O presidente veio, tem os motivos dele pra falar. Uma hora vai ter um erro pra mim, uma hora vai ter contra. O Dewson é uma pessoa do bem e está sujeito a erros”, finalizou Eudes Pedro.

Próximo jogo

O Remo volta a campo no próximo domingo (6). Às 16h, enfrenta o Paysandu no estádio Mangueirão. O vencedor avança à final da Copa Verde.

Leia também:

Fábio Bentes detona Dewson após Remo x Paysandu: “não tem condições de estar apitando”