Flamengo: Gabigol é absolvido no STJD por comemoração de gol segurando cartaz

Atacante é o principal goleador rubro-negro na atual temporada

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino.

Crédito: Alexandre Vidal - Flamengo - Divulgação

O torcedor do Flamengo recebeu uma boa notícia nesta quarta-feira (4). Em julgamento no STJD, o atacante Gabigol foi absolvido por comemorar gol no clássico contra o Vasco segurando um cartaz.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

No julgamento, dois auditores chegaram a pedir a advertência do jogador por um jogo, contudo, por haver um empate em 2 a 2 e, pelo fato do camisa 9 não ser reincidente no tribunal desportivo, houve apenas uma advertência. A defesa foi feita pelo advogado Michel Assef, do Rubro-Negro.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

No clássico, vencido pelo Flamengo por 4 a 1, no Mané Garrincha, no dia 17 de agosto, Gabigol segurou um cartaz de um torcedor com os dizeres “Hoje tem gol do Gabigol”.

Gabigol estava inserido no Artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em descumprimento “de regulamento, geral ou especial, de competição”.

No entanto, a procuradoria entendeu que o jogador poderia ser enquadrado no artigo 258 do CBJD, que tem pena de suspensão de uma a seis partidas.

Diante disso, a defesa do Flamengo chegou a pedir o julgamento, alegando que como o caso poderia gerar suspensão, o atleta teria que estar no STJD para se defender. O pedido não foi aceito e a audiência seguiu normalmente. Após empate na decisão dos quatro auditores, o jogador foi absolvido.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Líder do Brasileirão, a equipe carioca encara o lanterna da competição neste sábado (7), às 17h (de Brasília), no Mané Garrincha, em confronto da 18ª rodada. Com 14 gols marcados, o atacante rubro-negro lidera com sobras a artilharia do certame.

LEIA MAIS: