Em Flamengo x Palmeiras, Gabigol supera número de gols feitos em 2018 – quando foi artilheiro de duas competições

Em Flamengo x Palmeiras, Gabigol, em 2019, bate número de gols de 2018 no primeiro dia de setembro

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo x Palmeiras teve um início que, para o torcedor rubro-negro, tem se tornado cada vez mais comum. Com gol de Gabriel Barbosa, popularmente conhecido como Gabigol, a equipe carioca abriu o placar ante o Verdão em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro 2019. O jogo, que aconteceu no estádio Jornalista Mario Filho, popularmente conhecido como Maracanã, neste domingo (01), foi ainda mais especial para o centroavante.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O primeiro gol de Flamengo x Palmeiras foi o de número 27 de Gabigol em 2019. Ele, portanto, igualou a marca que conseguiu no ano anterior. Mais do que isso: de pênalti, fez o 28º no ano, superando o recorde anterior. E o ano está, apenas, no primeiro dia de setembro. Logo, a tendência é que esse número cresça.

Média e artilharia

A média de gols de Gabigol também chama atenção. Para alcançar 27 tentos em 2018, Gabriel Barbosa precisou de 52 jogos. A divisão dá cerca de 0,5 gols por jogo. Em 2019, o centroavante precisou de apenas 37 jogos para colocar a bola 28 vezes na rede adversária. A média é de cerca de 0,75 tentos por peleja.

Em 2018, Gabriel Barbosa estava no Santos, clube pelo qual foi revelado. Pelo Peixe, ele conseguiu grandes feitos. Foi o artilheiro das duas competições nacionais que disputou. No Campeonato Brasileirão 2018, marcou 18 vezes. Já na Copa do Brasil, foram quatro tentos. No torneio eliminatório, ele dividiu a liderança da tabela de artilharia com Neilton (então no Vitória) e Rômulo (Avaí).

LEIA MAIS
Gabriel Barbosa faz Cuéllar dar risada ao lembrar do lance com Werley e Leandro Castán: “Eles queriam me bater”
Folha salarial do Fla banca San José por 17 meses; só Gabriel Barbosa pagaria dois meses dos salários dos bolivianos
Após desencantar, Gabriel Barbosa espera deslanchar no Flamengo: “Não tenho motivos para me apavorar”