Galvão Bueno e Casagrande detonam Ganso por discussão com Oswaldo: “Nunca tinha visto”

Discussão entre o meia e o treinador durante a semana foi alvo de críticas de Galvão Bueno durante o ‘Bem, Amigos’

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/SporTV

Galvão Bueno abriu o programa ‘Bem, Amigos’, do SporTV, falando sobre o polêmico episódio entre Paulo Henrique Ganso e Oswaldo de Oliveira durante o empate do Fluminense com o Santos, no Maracanã, na última quinta-feira (26) – após a discussão o técnico foi demitido do cargo no dia seguinte. Além do apresentador, o ex-jogador Casagrande também criticou a postura do camisa 10.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Aquilo que o Ganso fez, eu nunca vi na minha vida. A falta de respeito e agressividade, eu nunca tinha visto. E olha que eu joguei em uma época em que tinha muita discussão entre jogador e treinador. Mas discussão de ideias. E não teve só o Ganso, aconteceu no vestiário do Cruzeiro, teve com o Mancini (no São Paulo) também”, disse Casagrande.

Se o Oswaldo contrariou o Ganso e aconteceu aquilo, e ele foi demitido ainda, imagina se o Marcão vai tirar ele? Já colocou como capitão. Agora, ele virou refém do jogador. Ele deve pensar: ‘se eu tirar ele, eu posso ser demitido também’”, acrescentou.

Para Galvão Bueno, Oswaldo de Oliveira também errou ao mostrar o dedo do meio para a torcida, mas a atitude de Ganso colocar o colete e ir dar instruções para o time na beira do gramado foi a mais desrespeitosa.

Eu também nunca vi o que o Ganso fez no futebol, mas também a resposta do Oswaldo e o gesto que ele fez para a torcida, também nunca tinha visto. O que eu achei mais desrespeitoso foi o Ganso colocar a jaqueta amarela e ir para a beirada do campo dar instruções. Ele quis mostrar que entende mais, que manda mais que o técnico. Isso é pior que chamar de burro. E ainda foi capitão no jogo seguinte.”

O narrador e apresentador ainda comentou sobre a multa aplicada pelo Fluminense ao meia. “A impressão que me deu é que a multa para o Ganso foi só pra ninguém dizer que eles não fizeram nada. Eu lamento que isso é um sinal de que a falta de respeito, que está presente em toda a sociedade, chegou com muita força no futebol“, completou.

LEIA MAIS:
Abel Braga tem papo “sincero” com Ney Franco sobre situação dos técnicos no Brasil: “Tamo f…”