Ídolo de Palmeiras e Grêmio, Arce, é apresentado no Nacional do Paraguai

O ex-lateral foi apresentado como novo treinador da equipe paraguaia

João Pedro Prado Restani
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Club Nacional

Francisco Javier Arce Rolón, ou simplesmente Chiqui Arce, foi um jogador muito conhecido por ser um exímio cobrador de faltas, além de excelente lateral. O paraguaio fez 134 jogos pelo Grêmio e 242 pelo Palmeiras, entrando na lista de maiores laterais da história de ambas as equipes. Campeão da Libertadores em 1995 com o Grêmio e em 1999 com o Palmeiras, virou treinador em 2009.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Na carreira de técnico, Arce treinou os gigantes paraguaios Cerro Porteño e Olimpia, além de duas passagens pela seleção paraguaia. Tem apenas um título nessa função, o Clausura do Campeonato Paraguaio de 2013, quando comandava o Cerro Porteño.

O paraguaio que em 1999 foi eleito segundo melhor jogador da América pelo jornal uruguaio El País, estava na Arábia Saudita até novembro de 2018. Aos 48 anos foi apresentado nesta segunda-feira (9) pelo Nacional, time da capital paraguaia Assunção. O clube tem 115 anos de história e joga no Estádio Arsenio Erico, que tem capacidade para 8500 pessoas.

“É um belo desafio, interessante, e estou com muita vontade de triunfar”, disse o treinador em sua primeira entrevista após o anúncio oficial.

Arce vem para substituir o compatriota Aldo Bobadilla, ex-goleiro do Corinthians, que largou o cargo de técnico do Nacional para assumir o Independiente Medellín. Aldo que jogou de 2007 a 2010 no Corinthians, também passou pela seleção paraguaia, mas apenas como jogador.

Segundo a Uol, o Chiqui não estará no banco de reservas no próximo jogo (terça-feira) contra o Sportivo Luqueño, a função será exercida pelo auxiliar Hugo Caballero. A estreia de Arce será no domingo (15) diante do Deportivo Capiatá, válido pela 9ª rodada do Clausura. O jogo será no Arsenio Erico às 17h.

O Nacional está na 8ª colocação do Clausura, 10 pontos atrás do líder Olimpia e apenas 3 pontos acima do lanterna Sportivo Luqueño, adversário da estréia de Arce.

LEIA MAIS: 

Gómez se inspira em Arce, mas revela que acertou com o Palmeiras através da ajuda de outro paraguaio