Jornalista critica amistoso “para gringo ver” da Seleção e Muricy afirma: “não valeu a pena ficar acordado”

Durante o programa Seleção SporTV, o jornalista André Rizek e o ex-treinador Muricy Ramalho falaram sobre o contexto da partida entre Brasil e Peru, no Estados Unidos

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Reprodução/TV

O amistoso da seleção brasileira foi muito criticado pela imprensa e pelos torcedores nesta quarta-feira (11). Em duelo nos Estados Unidos a meia-noite do horário de Brasília, o palco da partida estava com aspectos negativos e em mau estado após a utilização para realização de uma partida de futebol americano dias antes do duelo entre Brasil e Peru.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Durante o programa Seleção SporTV desta quarta-feira (11), o jornalista André Rizek afirmou que a partida não era para brasileiros assistirem. “O Brasil enfrentou um adversário que acrescenta pouco, porque enfrentou ele outro dia em uma final de Copa América e esse adversário estava desfalcado, o horário faz com que boa parte da população do Brasil não veja o jogo, porque as pessoas trabalham no dia seguinte. O gramado é uma porcaria, não dá para o time tocar a bola. Para que serviu o jogo de ontem? Ainda volta com uma derrota na bagagem”, disse o jornalista.

André Rizek ainda questionou a falta de preocupação com a imagem da CBF. “Vocês não acham que é maltratar demais a imagem da seleção brasileira? Colocar o time mais vitorioso da história do futebol, a seleção brasileira, enfrentando um rival sul-americano, nos EUA, um jogo para gringo ver, meia-noite do horário de Brasília, nesse estádio, nesse gramado? Não é um negócio tosco demais para a seleção brasileira jogar ali, vocês não acham? É feio demais”, completou.

Ao seu lado, o ex-treinador e agora comentarista Muricy Ramalho criticou o terceiro jogo contra o Peru da seleção brasileira em 2019. “A gente fica reclamando o tempo todo que precisa pegar um time melhor e não acontece. A gente não sabe como a Seleção está. Não é testada. E foi testada contra um time que é limitado, o do Peru. Ainda mais sem o Guerrero, o cara que faz a diferença” comentou Muricy, que completou: “Não valeu a pena (ficar acordado para ver Brasil x Peru). O que a gente viu foi uma equipe desorganizada. Depois que a gente vê Holanda x Alemanha, como a gente viu outro dia, a diferença é gigante de jogo.”

LEIA MAIS:

Opinião: Amistoso da Seleção afasta brasileiros e organização passa vergonha em jogo contra o Peru

Após derrota, Tite critica gramado do Memorial Coliseu: “Não pode ter um campo nestas condições”