Leclerc lidera terceiro treino livre para o GP de Singapura de F1

Monegasco garantiu o melhor tempo no terço final da atividade realizada no circuito de Marina Bay

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Ferrari

Charles Leclerc foi o piloto mais rápido do terceiro treino livre para o Grande Prêmio de Singapura, 15ª etapa da temporada da Fórmula 1. Na atividade realizada na manhã deste sábado (21) no Brasil, começo da noite no circuito montado nas ruas de Marina Bay, o piloto da Ferrari registrou na melhor de suas voltas 1min38s192, utilizando os pneus macios.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A segunda posição na folha de tempos ficou com Lewis Hamilton, que terminou a atividade 0s207 atrás do tempo de Leclerc, além de rodar em determinado momento da sessão. Sebastian Vettel, com a outra Ferrari, terminou em terceiro, sendo seguido por Valtteri Bottas, quarto com a Mercedes. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Alexander Albon, da Red Bull.

Max Verstappen, que só foi à pista no terço final da sessão, terminou com o sexto melhor tempo, sendo seguido pelos dois pilotos da McLaren, time que viu Carlos Sainz terminar na frente de Lando Norris. Nico Hülenberg apareceu na nona posição da folha de tempos com a Renault, e viu seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, completar o grupo dos dez primeiros.

A sessão contou com uma interrupção, provocada por um toque no muro de Sergio Pérez. O piloto da Racing Point, que aparecia na quinta colocação na classificação, acertou o muro e danificou a roda traseira direita, conseguindo levar o carro aos boxes mesmo com o problema. Inicialmente, o Safety Car Virtual foi acionado, se transformando em bandeira vermelha na sequência.

A partir das 10h acontece a definição das posições de largada no circuito de Marina Bay. O Grande Prêmio de Singapura de Fórmula 1 será disputado no domingo (22), a partir das 9h10.

Confira como foi o treino

A terceira sessão de treinos livres em Marina Bay começou com forte calor na região do circuito, com 31°C de temperatura ambiente, e 39°C na pista. Kevin Magnussen, Lando Norris, Pierre Gasly e Daniil Kvyat foram os primeiros a visitar a pista, mas sem registrar tempo. Nos dez primeiros minutos de atividade, o que se viu foram os pilotos fazendo voltas de instalação.

A primeira volta registrada veio de Valtteri Bottas, que marcou 1min40s926 com pneus macios. Alexander Albon, com a Red Bull, se colocou na segunda colocação, distante 0s135 do tempo do finlandês da Mercedes, enquanto Antonio Giovinazzi e Kimi Räikkönen, ambos da Alfa Romeo, se colocaram mais de um segundo atrás dos dois pilotos.

Lewis Hamilton tomou a ponta da tabela de tempos ao marcar 1min40s320, também usando os médios. Então, foi a vez de Charles Leclerc assumir a liderança do treinamento, anotando 1min39s364, mas utilizando os pneus macios em seu giro, enquanto Vettel, que foi à pista logo na sequência, foi nove décimos mais lento, mas apareceu na segunda posição.

Kvyat precisou ir aos boxes com problemas no motor Honda da Toro Rosso, que soltava fumaça no carro, enquanto Hamilton avançou para a segunda posição, mas ainda distante 0s765 atrás de Leclerc. Quem surpreendia na metade da sessão era Sergio Pérez,da Racing Point, que aparecia na quinta posição, atrás apenas dos pilotos de Mercedes e Ferrari. Mas o mexicano acertou o muro, danificando a suspensão traseira direita.

O incidente com Pérez forçou o acionamento do Safety Car Virtual, que se transformou na sequência em bandeira vermelha. Após alguns minutos de interrupção, a atividade foi retomada restando 22 minutos para o final, com Nico Hülkenberg indo à pista com o carro da Renault. Já Max Verstappen chegou aos 18 minutos para o encerramento da sessão ainda sem tempo registrado.

Bottas assumiu a liderança da atividade ao marcar 1min39s166, usando pneus macios na Mercedes. Pouco depois, Verstappen fez sua primeira volta, e avançou para a terceira posição. Com 15 minutos para o encerramento da sessão, Leclerc colocou a Ferrari na ponta da classificação, marcando 1min38s192. Na sequência, Hamilton rodou enquanto tentava uma volta rápida.

Carlos Sainz se colocou na quarta colocação com a McLaren, caindo um posto após Vettel aparecer na segunda posição. Hamilton, na sequência, se posicionou entre as duas Ferraris, aparecendo em segundo. Verstappen, por sua vez, caiu para a sexta posição, depois de ser superado por Albon, seu companheiro de equipe na Red Bull. Nos dois minutos finais, o tailandês rodou.

A sessão terminou com Leclerc na ponta, seguido por Hamilton e Vettel.

Foto: Ferrari

LEIA MAIS:
Hamilton domina segundo treino da F1 em Singapura