Opinião: com Cueva, veja a escalação ideal do Santos para vencer o Flamengo

Não teria contratado Cueva, mas já que ele está no Santos e foi relacionado para a partida contra o Flamengo, o certo é colocá-lo como titular

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Foto: Ivan Storti/Santos FC

Em busca de terminar como líder o primeiro turno do Brasileirão Série A, o Santos tem seu maior desafio nesta temporada: enfrenta neste sábado o Flamengo no Maracanã. O Rubro-Negro está na primeira colocação, vem embalado por cinco vitórias seguidas na competição nacional e é dono de um ataque muito poderoso, com nomes conhecidos do torcedor Alvinegro.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Para superar o time de Jorge Jesus, Sampaoli precisa povoar o meio-campo, sem deixar de ser ofensivo quando tem a bola. Adotaria o mesma esquema utilizado contra o Grêmio, quando o Peixe surpreendeu o Tricolor Gaúcho, principalmente no primeiro tempo, na tática 3-5-2, que em alguns momentos foi um 3-4-1-2.

Sem Diego Pituca, utilizaria Felipe Jonatan para fazer a saída de bola. Carlos Sánchez e Cueva – sim, ele mesmo – completariam o trio no meio-campo do Santos. Dessa forma, o Peixe ganha em experiência e qualidade técnica.

Como o Flamengo se expõe e tem laterais que buscam o ataque, abriria mão de ter Eduardo Sasha como centroavante, apostando em Marinho e Soteldo soltos no ataque. O Rubro-Negro, que não vem tendo problemas defensivos nos últimos jogos, pode ter dificuldade na marcação.

A escalação ideal para o Santos bater o Fla é:

Everson; Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Felipe Jonatan, Carlos Sánchez, Cueva e Jorge; Marinho e Soteldo.

*Este texto não necessariamente reflete a opinião do Torcedores

LEIA MAIS: Flamengo x Santos: veja os palpites da imprensa para o jogo do Brasileirão

Com Cueva, Santos relaciona 23 jogadores para “decisão” contra o Flamengo; veja a lista

Marinho vê “decisão” no Maracanã como jogo mais difícil do turno para o Santos e diz: “O favoritismo é todo do Flamengo”