Opinião: EUA decepciona com time alternativo, e cai nas quartas de final do mundial de basquete

O “Dream Team” do EUA, equipe alternativa americana, que não contou com as principais estrelas da NBA, devido a lesões e recusa dos jogadores, perdeu para França por 89 a 79, e deu adeus ao sonho do hexacampeonato mundial, desde 2002 os americanos não ficavam de fora da semifinal da Copa do Mundo de Basquete.

Ricardo Antunes
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter Basquete Brasil @basquetebrasil

Esse ano não deu para o pentacampeão mundial de basquete, o EUA sucumbiu nas quartas de final diante da França, que seguiu a semifinal da competição continental, essa derrota além de eliminar os americanos, acabou com a invencibilidade de 48 jogos da seleção americana, que não perdia em jogos de mundiais e de olimpíadas desde 2006, quando caiu na semifinal do mundial diante da Grécia,  este revés custou tão caro, que só lhe restou a disputa do quinto ao oitavo lugares no campeonato, no jogo seguinte contra Sérvia, outra derrota de 94 a 89, agora disputará a partida valendo o sétimo e oitavo lugar contra a Polônia no sábado (14) às 5:00 (horário de Brasília), uma situação atípica para o país mais poderoso do basquete do mundo, com uma equipe formada por muitos jovens reservas nos seus times na NBA, e não tem média de pontuação por jogo alta, na primeira fase sofreram para ganhar da Turquia, vitória na prorrogação por 93 a 92, foi a primeira dificuldade deste time, depois a eliminação para os franceses e a derrota para os sérvios, foram seus pontos negativos da sua campanha de 5 vitórias e 2 derrotas.

Favorito ao título, o time americano não passou das quartas de final, na grande surpresa da fase eliminatória, a seleção americana ficou pelo caminho, este time não era assim tão temido, o bicho não  era tão feio, longe de ser imbatível,  era uma questão de tempo para ser batido, fosse na quartas de final (como foi), semifinal ou final, mas tinha o fator do peso da camisa americana no basquete, a tradição de vitórias e conquistas, pesava em favor do time americano, porém o selecionado da América do Norte, não sobrava tanto diante dos seus adversários, então quando pegou seleções de alto esquadrão sucumbiu, com a abertura da NBA a estrangeiros, as outras nações se fortaleceram com seus jogadores na maior liga de basquete do mundo, nos outros países não houve a recusa em ir ao mundial dos atletas que atuam na liga americana, assim as melhores equipes desse mundial, tinham uma certa vantagem diante dos americanos, já que está seleção do EUA não contava com os  melhores do seu país, enfim está seleção alternativa americana, ainda assim era apontada como favorita ao título, agora alcançará a sua pior participação no mundial, ante a pior colocação foi em 2002 com  sexto lugar.

Quartas de final (10 e 11/09)

Argentina 97 x 87 Sérvia

Espanha 90 x 78 Polônia

EUA 79 x 89 França

Austrália 82 x 70 Rep Tcheca

Argentina x Sérvia- no confronto dos invictos, a vaga estava em aberto, onde qualquer um podia passar, nessa quem se deu bem foi o país sul-americano, que passou para semifinal.

Espanha x Polônia- duelo com o favoritismo ao espanhóis, que foi confirmado, dando ao pais ibérico a segunda vaga na semifinal.

EUA x França- jogo que muitos apontavam os americanos como grande candidato a vaga, mas os franceses surpreenderam, eliminando o time americano, fato tão relevante que acabou com a invencibilidade americana de 13 anos (48 jogos), a equipe europeia conseguiu a terceira vaga na semifinal.

Austrália x Rep. Tcheca- os australianos eram os favoritos a vaga, os tchecos vinham como franco-atiradores, assim com na segunda fase, nas dessa vez bada de supresa, a ultima vaga na semifinal foi para o pais da Oceania.

Disputa do quinto ao oitavo lugares (12/09) – primeira eliminatória

Sérvia 94 x 89 EUA

Polônia 84 x 94 Rep. Tcheca

Sérvia x EUA- mais uma vez o time americano foi superado, segunda derrota seguida, para quem tinha uma longa série invicta, de novo o selecionado da América do Norte, foi surpreendido por um europeu, a boa seleção da Sérvia, que impôs a pior derrota americana em um quarto na sua história com um 32 a 7, de novo os americanos pararam em uma das melhores equipes desse mundial, os sérvios vão em busca do honroso quinto lugar.

Polônia x Rep.Tcheca- confronto equlibrado, onde qualquer um podia passar para disputa do quinto e sexto lugar, sorte para os tchecos que superam os poloneses.

Semifinal (13/09)

Espanha 95 x 88 Austrália- confronto igual, tanto que tivemos duas prorrogações, os australianos tiveram duas oportunidades de matar o jogo, uma no tempo regulamentar e outra na primeira prorrogação, mas no jogo da primeira semifinal valeu o ditado, quem não faz toma, qualquer um dos dois lados podia ter passado, Espanha primeiro finalista.

Argentina 80 x 66 França- mais um duelo equilibrado,  chance para um dos dois passar, mas desta vez não foi preciso a prorrogação,  pois os argentinos se mostraram superior no jogo diante do franceses, vencendo por uma boa diferença, Argentina segunda finalista.

Disputa sexto e sétimo lugar

14/09 5:00 EUA x Polônia

Disputa quinto e sexto lugar

14/09 9:00 Sérvia x Rep.Tcheca

LEIA MAIS: Scola domina e Argentina atropela França na semifinal do Mundial de Basquete

Espanha derrota Austrália após duas prorrogações e é primeira finalista do Mundial de Basquete

Chefão do Basquete dos EUA faz duras críticas aos desistentes do Mundial