Opinião – Internacional ideal para decisão da Copa do Brasil tem D’Alessandro e Nico López; veja próvavel escalação

Depois de poupar oito titulares no fim de semana, na vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, o Internacional deve repetir, na final da Copa do Brasil, o mesmo time que bateu o Cruzeiro por 3 a 0 na semifinal. Colorado busca o bicampeonato da competição

Fábio Dias
Jornalista formado pela Universidade Nove de Julho, com especialização em Jornalismo Esportivo pela Cursos Prado.Os 140 caracteres do Twitter não estavam sendo suficientes para analisar todos os jogos que o autor acompanha durante a semana. O mundo é uma bola, nada mais justo do que este perfil retratar todas as nuances do esporte mais sensacional que já inventaram. Análises táticas, técnicas e históricas sobre os campeonatos do Brasil e do Mundo, com olhar crítico, aqui no Torcedores.

Crédito: O Internacional entra em campo logo mais, às 21h30, na Arena da Baixada, para começar a decidir a final da Copa do Brasil contra o Athletico Paranaense. (Foto: Twitter do Internacional)

O Internacional entra em campo logo mais, às 21h30, na Arena da Baixada, para começar a decidir a final da Copa do Brasil contra o Athletico Paranaense. Depois de vencer o São Paulo, no Brasileirão, com apenas três titulares, o técnico Odair Hellmann deverá ter força máxima para a partida.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Dessa forma, o meio-campo, setor que traz o equilíbrio ao time, será formado pela trinca Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick – o único dos três a atuar no fim de semana.

Jogadores que mesclam forte poder de marcação com boa chegada à frente. Basta ver que, dos quatro gols marcados pelo Colorado na semifinal contra o Cruzeiro, dois foram dos meio-campistas – um de Edenílson e outro de Patrick.

Assim, com a participação dos três na recomposição, o Colorado pode ter o melhor de Andrés D’Alessandro. O argentino costuma crescer em jogos grandes.

Pelo desgaste físico, tem sido utilizado com moderação por Odair. Mas esteve em campo nas duas partidas de quartas de final contra o Flamengo, na Libertadores. E foi titular contra a Raposa, na semana passada.

Nico López, depois de quebrar o jejum de 24 jogos sem marcar, volta a ser opção importante no ataque, onde dividirá as atenções dos marcadores com Paolo Guerrero. O peruano, aliás, marcou duas vezes, no Beira-Rio, e também tem estrela em jogos decisivos.

Escalação do Internacional

Por isso, o Internacional deverá ser o mesmo que superou o Cruzeiro, há uma semana. Marcelo Lomba; Bruno, Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick; D’Alessandro, Nico López e Guerrero.