Pai é morto pelo filho por pedir para parar de jogar PUBG Mobile

Caso aconteceu na Índia; pai pedia há meses para jovem de 21 anos parar de jogar PUBG Mobile

Filipe Carbone
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/PUBG

Um homem foi morto pelo próprio filho, na Índia, por insistir que ele parasse de jogar PUBG Mobile. O crime aconteceu na cidade de Karnataka, no sul do país, no início desta semana. De acordo com a reportagem do The News Minute, o jovem era viciado no game e não aceitava as ordens do pai.

A polícia afirmou que o motivo para o crime seria porque a vítima não quis renovar o pacote de dados do celular do rapaz. Essa teria sido, por fim, a última forma do pai tentar impedir que o filho jogasse PUBG Mobile de forma frequente.

De acordo com a polícia, o filho decapitou o pai no início da manhã, além de cortar uma das pernas do homem. O crime foi denunciado pela própria família algumas horas depois do acontecido. Entretanto, não há informações se eles brigaram antes do assassinato.

“Shankrappa (o pai) trabalhava no departamento de polícia. Ele estava tentando tirar seu filho da PUBG Mobile há meses e  havia dito aos colegas que seu filho era viciado no jogo. Nos últimos meses, ele também aconselhou Raghuveer (o filho) a parar de jogar, mas o garoto não o ouviu. Raghuveer não estava indo para a faculdade e também estava desempregado”, afirmou Shivanand Koujalgi, inspetor do caso.

LEIA MAIS

PES 2020: Denilson Show se empolga com própria carta no jogo

PES 20: Saiba quem são as maiores promessas do jogo