Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Papo Tático: Napoli trava Salah e acaba com invencibilidade do Liverpool

Equipe comandada por Carlo Ancelotti venceu o atual campeão da Liga dos Campeões da UEFA por 2 a 0 na rodada de abertura da fase de grupos

Luiz Ferreira
Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.

Crédito: Reprodução / Facebook / UEFA Champions League

Atual vencedor da Liga dos Campeões da UEFA, o Liverpool vinha sendo apontado como uma das equipes favoritas ao título da edição de 2019/20. Tanto que a estreia da equipe inglesa na competição interclubes mais importante do mundo estava cercada de expectativa. O que pouca gente previa era que Carlo Ancelotti fosse ter uma atuação bastante segura em todos os seus setores e fosse vencer a partida por 2 a 0 no San Paolo. E grande parte do resultado passa pela noite inspirada de Mário Rui e Koulibally.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Carlo Ancelotti sabia muito bem que a força do Liverpool estava no trio ofensivo formado por Firmino, Mané e Salah e tratou de fechar o lado esquerdo da defesa da sua equipe num 4-4-2 que soltava Callejón e Insigne pelos lados e mantinha Fábian Ruíz próximo a Mário Rui e Koulibaly. E aqui vale um adendo importante: a partida do zagueiro senegalês foi praticamente perfeita. Atento na cobertura, preciso nos desarmes e qualidade no primeiro passe da defesa para vencer o pressing do Liverpool. Ao mesmo tempo, o Napoli se lançava ao ataque e obrigou o goleiro Adrián a trabalhar muito para manter o zero a zero do primeiro tempo.

Napoli vs Liverpool - Football tactics and formations

Napoli armado num 4-4-2 mais ortodoxo com forte marcação no meio-campo para deixar Salah encaixotado entre Mário Rui, Koulibaly e Fábian Ruiz. A estratégia deu certo e o time de Carlo Ancelotti teve mais chances de gol na primeira etapa do que o Liverpool. Link do Share My Tactics.

Veio a segunda etapa e o panorama mudou muito pouco. O Napoli se mantinha organizado e infernizando a vida dos laterais Alexander-Arnold e Robertson enquanto o Liverpool mantinha seu 4-3-3 costumeiro e buscando mais presença ofensiva com a entrada de Wijnaldum no lugar de Milner (bastante apagado na partida). Este que escreve não daria o pênalti em Callejón, mas os gols marcados por Mertens e pelo veterano Llorente (em falha surpreendente de Virgil Van Dijk já nos acréscimos da partida em Nápoles) premiaram a aplicação, a disciplina e a determinação do Napoli de Carlo Ancelotti.

Liverpool vs Napoli - Football tactics and formations

O Napoli manteve a postura na segunda etapa e construiu a vitória com a penalidade (inexistente na opinião deste colunista) convertida por Mertens e com o oportunismo de Llorente já nos minutos finais da partida. Klopp tentou jogar o Liverpool à frente, mas faltou eficiência e eficácia na construção das jogadas. Link no Share My Tactics.

É preciso destacar a força e a disciplina do Napoli diante de um rival mais qualificado e muito mais badalado. Os comandados de Carlo Ancelotti cumpriram bem as suas funções dentro de campo e poderiam até ter vencido por mais gols de diferença se não fosse a noite iluminada do goleiro Adrián. Ao mesmo tempo, Callejón e Insigne fecharam bem os lados do campo e vigiaram Alexander-Arnold e Robertson de perto, assim como Allan (enquanto esteve em campo) foi bem na proteção da zaga e na saída de bola. Mas a noite foi mesmo de Koulibaly e Mário Rui, precisos na marcação a Salah. A vitória do Napoli nasceu ali.

É claro que a Liga dos Campeões da UEFA está apenas na sua primeira rodada e que muita coisa ainda pode acontecer na competição. Mas a derrota deve ligar o alerta na equipe de Jürgen Klopp. O Liverpool passou a ser muito mais visado após a conquista da Champions na temporada passada e os demais times europeus parecem ter encontrado os meios necessários para se livrar da pressão dos Reds. O técnico alemão terá que buscar novas alternativas para quando o trio formado por Mané, Firmino e Salah (principalmente este último). O Napoli já foi um dos que encontraram o caminho a seguir e iniciaram a Champions com o pé direito.

A Liga dos Campeões da UEFA 2019/20 começou com um resultado surpreendente para quem acompanhou a edição passada. Ainda é muito cedo para se dizer que essa será a tônica da competição. Mas é muito bom ver equipes como o Napoli vencendo os favoritos ao título dessa temporada. Ainda mais com o velho Ancelotti no banco de reservas.

LEIA MAIS:

Valverde reconhece Barcelona pior que Dortmund e elogia atuação de Messi: “fez bastante”

Simeone se rende a Cristiano Ronaldo: “Não é fácil de controlá-lo”