Pressionado, Sylvinho comenta sobre a má fase do Lyon: “Estamos em um momento frustrante”

Contratado pelo Lyon nesta temporada, o técnico Sylvinho começa a sentir a pressão por parte da imprensa e torcedores após sequência negativa de resultados

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/ Lyon facebook oficial

O Lyon vive péssima fase na temporada. Após um início promissor no Campeonato Francês, com duas goleadas sobre Monaco e Angers, o clube passou por uma queda brusca de rendimento e vive uma sequência de seis jogos sem saber o que é vencer. Foram duas derrotas e quatro empates no período, incluindo o 1 a 1 contra o Zenit em casa, na estreia na fase de grupos da UEFA Champions League.

Campeonato Francês de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Sylvinho pressionado

O técnico Sylvinho, contratado no início da temporada com grande expectativa, passou a ser alvo de críticas na França por conta dos resultados negativos e respondeu sobre a situação da equipe: “Sim, existe um estado de emergência. Mas é principalmente porque vamos jogar em casa (contra o Nantes), nós somos o Lyon e temos um grande time. Você absolutamente precisa vencer. Mas para obter isso, temos que ter dinamismo, comprometimento e performance”, disse o brasileiro em entrevista.

O ex-jogador admitiu a má fase, porém fez questão de destacar o apoio de toda a comissão técnica e diretoria, bem como a qualidade de seu grupo, formado por muitos atletas jovens: “Estamos em um momento difícil, frustrante. O empate concedido nos últimos minutos com o Brest foi frustrante. O vestiário é jovem, mas está respondendo bem. Eles têm o apoio de todos, do estafe e do presidente”, completou Sylvinho.

O Lyon, que chegou a liderar a Ligue 1 nas primeiras rodadas, ocupa a décima primeira posição com nove pontos e recebe o quarto colocado Nantes, neste sábado (28), às 8h30 (de Brasília), em partida válida pela oitava rodada da competição.

LEIA MAIS:

Ex-jogador de Bayern e Liverpool rasga elogios a Coutinho: “Um dos melhores que já vi”