Rodriguinho, do Sada Cruzeiro e da seleção, é pego no doping e tem suspensão preventiva decretada

Bronze no Pan 2019 pelo Brasil, Rodriguinho foi pego no exame anti-doping por ter usado uma substância proibida durante a competição, sem o conhecimento da comissão técnica da seleção brasileira

Andressa Fischer
Gaúcha, 21 anos. Vôlei | Futebol Gaúcho | Flamengo

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram

Conforme apurou o blogueiro do Estadão, Bruno Voloch, Rodriguinho teria feito uso de suplemento alimentar sem que a comissão técnica da seleção brasileira tivesse conhecimento. Desde 2014 no Sada Cruzeiro, o ponteiro está suspenso preventivamente, e o clube já está ciente da situação, mas ainda não se manisfestou sobre o caso.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

O atleta da Raposa iniciou o torneio como titular ao lado de Lucas Lóh, mas em virtude do baixo rendimento apresentado, bancou para Kadu na reta final.

Rodriguinho é o segundo caso de doping da era Renan na seleção masculina

Em dois anos, é o segundo caso de doping envolvendo um jogador da seleção brasileira. Em 2017, Kadu foi pego usando clostebol, substância proibida presente em um creme cicatrizante usado pelo atleta para a remoção de espinhas.

Na época, o ponteiro estava no Vibo Valentia, da Itália, e ainda tinha vínculo com o clube italiano por mais uma temporada, quando foi suspenso por dois anos. A suspensão foi reduzida e o paulista voltou às quadras oficialmente no Mundial de 2018.

LEIA MAIS

Vôlei: Semifinais do Europeu 2019 promovem reencontro dos finalistas do último Mundial e duelo de anfitriões