Rogério Ceni não é mais técnico do Cruzeiro

Ceni deixa o clube após reunião com a diretoria na tarde desta quinta-feira (26)

Daniel Servidio
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo. 22 anos. Acredita que o mundo é feito de histórias.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O técnico Rogério Ceni foi demitido do Cruzeiro. O treinador comandou o clube mineiro por apenas seis semanas – foram oito jogos, com quatro derrotas, dois empates e duas vitórias. Na noite da última quarta-feira, o time celeste empatou com o Ceará por 0 a 0, chegando a uma sequência de cinco jogos sem vitórias. Os auxiliares Danilo Augusto da Silva, Charles Herbert e Nelson Simões Júnior também deixam a equipe.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Após a partida, Ceni deixou o Castelão antes da delegação cruzeirense. O motivo, segundo informações da Rádio Itatiaia e do GloboEsporte.com, foi um questionamento do zagueiro Dedé sobre o porquê de o treinador ter deixado Thiago Neves no banco de reservas. O clima para o treinador no clube teria ficado insustentável, apesar do apoio que Ceni tem dos cruzeirenses.

O time desembarcou em Belo Horizonte sob escolta policial. Do aeroporto, o agora ex-treinador celeste seguiu para a reunião que definiu a saída dele do clube.

Rogério Ceni deixa o Cruzeiro na 16ª colocação no Campeonato Brasileiro. O time tem 19 pontos, e é o primeiro fora da zona de rebaixamento. A próxima partida do clube celeste é na próxima segunda-feira, contra o Goiás.

LEIA MAIS:
Demissão de Rogério Ceni no Cruzeiro divide opiniões de web; veja
Brasileirão 2019: clubes têm apenas mais dois dias para trazer reforços