Rugby: Único atleta negro campeão mundial pela África do Sul morre aos 49 anos

Rugby mundial se despede de um dos seus mais icônicos personagens: Chester Wiliams

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Internet

O ex-atleta sofreu um ataque cardíaco na África do Sul aos 49 anos. Williams foi o único atleta negro a defender a Seleção Sul-Africana de Rugby na final do mundial da modalidade, em 1995, realizado na própria África e com a presença de um recém eleito presidente Nelson Mandela. A morte do ex-jogador ocorreu nessa sexta-feira, dia 6 de setembro, na Cidade do Cabo.

Conheça a TV Torcedores e se inscreva!

Naquela final, os Springboks venceram a favorita Nova Zelândia por 15 a 12.

“Chester foi um pioneiro para o Rugby. Nós nunca vamos tirá-lo de nossa mentes e corações”, disse Mark Alexander, presidente da Federação Sul-africana de Rugby, ao site da entidade. 

Pioneirismo seria a palavra exata para definir Chester. Sua presença naquela conquista foi simbólica para uma sociedade que vivia os resquícios do regime de segregação racial do Apartheid.

O ex-jogador encerrou a carreira, em 2001, e foi técnico das seleções de Rugby de Uganda e  Tunísia.

Campanha no mundial foi parar no cinema

O título mundial da África do Sul ganhou as telas de cinema, através do filme Invictus de 2009, dirigido por  Clint Eastwood e estrelado por Morgan Freeman e Matt Damon.

LEIA MAIS
Corpo de ex-esquiadora medalhista olímpica é encontrado em montanha na Espanha após dias de busca