“Se amam e amam futebol”: jornal francês elogia parceria entre Neymar e Mbappé, mas diz que PSG é “lento como um trem de maçãs”

De Mbappé para Neymar, o PSG voltou a vencer no Campeonato Francês

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Paris Saint-Germain

Quando Mbappé, já no segundo tempo, voltou ao time e deu o passe para o gol de Neymar, os torcedores do PSG perceberam como a equipe se tornou dependente de suas principais estrelas.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

A equipe lidera o Campeonato Francês com 18 pontos em oito jogos, sendo as últimas três vitórias conquistadas em vitórias magras por 1 a 0 e todos com gols de Neymar.

A lesão de Mbappé, que tirou o atleta dos últimos jogos e inclusive da estreia na Champions League, prejudicou o funcionamento do ataque. Porém, segundo o Le Parisien, a melhora foi visível no momento em que o camisa 7 voltou ao time no sábado (28), contra o Bordeaux, e deu a assistência para o camisa 10 brilhar com gol mais uma vez.

“Eles se amam, amam futebol e fazem você querer amá-los e amar futebol. É um amor delicado e contagioso, um romance que admiramos. Aceleração e passe decisivo de Mbappé para o pé direito do brasileiro, que não hesitará em entrar na frente dos torcedores parisienses para comemorar esse belo momento”, publicou um dos principais periódicos franceses.

Porém, essa dependência se tornou preocupação na França. O PSG tem seis vitórias, mas já perdeu duas vezes no Francês e tem duelo de Champions League na terça. Sem Neymar, mas com a volta de Mbappé, o Le Parisien disse que espera o clube parisiense fora de seu atual “jogo de vacilos”.

“O gol de Neymar mascara a pobreza geral do jogo de Paris. É lento como um trem de maçãs, tricota na frente, não há intensidade. A ideia é esperar que o oponente cometa o erro. Na terça-feira, em Istambul, contra o Galatasaray, já com Mbappé, mas sem Neymar, que fará sua última partida de suspensão na Champions League, o PSG voltará a ter receio de si mesmo e de seu jogo de vacilos.”

Assista ao gol de Neymar contra o Bordeaux:

Leia mais:
Carlos Alberto monta “seleção da resenha” e deixa Adriano de fora; veja os escolhidos