Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tênis: Kim Clijsters, ex-número 1 do mundo, anuncia retorno às quadras

Kim Clijsters, de 36 anos, é ex-número 1 do mundo e vencedora de 4 Grand Slams; a belga voltará ao tênis em 2020, após sete anos parada

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Vídeo/Instagram Oficial Kim Clijters

A ex-número 1 do mundo, Kim Clijsters, está de volta ao tênis. A belga de 36 anos, mãe de 4 filhos e que conquistou 4 Grand Slams suspende sua aposentadoria para retornar às quadras em 2020. O anúncio foi feito pelas redes sociais (confira ao fim da matéria).

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

” O que eu quero da vida? Pelos últimos sete anos, eu fui mãe em tempo integral. E amo isso, realmente adoro. Mas, eu também amei ser tenista profissional. E, honestamente, sinto falta daquela sensação. Então… e se eu tentar as duas coisas? Posso ser uma mãe amável dos meus três filhos e a melhor tenista que eu consigo ser? Vamos lá! Vamos voltar mais uma vez. Vejo vocês em 2020″, diz Kim Clijsters no vídeo que divulgou através das suas redes sociais.

É a segunda vez que Kim Clijsters interrompe sua aposentadoria para voltar ao tênis. A primeira vez que Kim deixou as quadras foi em 2007, mas acabou voltando em 2009. Saiu de cena novamente em 2012. Ainda não foi divulgado o torneio em que a tenista belga fará a sua reestreia nas quadras.

O que se sabe é que Clijsters terá uma situação semelhante da que encontrou quando voltou as quadras em 2009. Fora do ranking da WTA, a belga precisará de Wild Cards para poder pontuar, subir no ranking e entrar na rota dos principais torneios.

Além de ter chegado ao topo do tênis feminino mundial, Kim Clijsters conquistou 41 títulos da WTA, sendo 4 desses títulos de Grand Slams. A tenista belga é tricampeã do US Open, além de vencer uma vez o Australian Open. Clijsters também está presente no Hall da Fama do Tênis.

LEIA MAIS

Tênis: brasileiro é banido do esporte por venda de resultados