Veja a importância da atividade física na gestação

Atividade física regular traz diversos benefícios para a saúde, inclusive durante a gestação, na qual a prática é segura e indicada até mesmo para quem nunca treinou.

Yasmin Alaby
Colaborador do Torcedores

Crédito: Créditos: StockSnap/Pixabay

Durante a gestação ocorrem diversas mudanças fisiológicas, dentre elas mudança do sistema cardiovascular, como o aumento do volume sanguíneo e frequência cardíaca, e há uma tendência da pressão arterial em diminuir quando ocorre uma gestação saudável. Além disso, há um aumento na capacidade de consumo de oxigênio.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O exercício físico bem orientado contribuirá com a melhora da capacidade cardiopulmonar, controle glicêmico, da pressão arterial, do ganho de peso, assim como redução de dores na lombar devido a gravidez, e até mesmo redução no risco de cesariana. Uma vez que exercícios físicos trazem bem-estar emocional, eles podem contribuir também para a saúde mental.

Qualquer gestante deve passar por avaliação médica antes de praticar exercício físico. Ainda que o treinamento seja liberado pelo médico, este deve ser prescrito e supervisionado pelo educador físico, sempre respeitando o perfil da gestante, pois a prática de exercícios físicos impactará 2 pessoas, não só a mãe, mas o filho também.

Na ausência de contraindicações para o treinamento, são indicados exercícios de intensidade leve a moderada diariamente, de preferência de baixo impacto e com duração média de 30 a 45 minutos. Para as gestantes que não são ativas, é indicada a prática gradativa e regular de exercícios aeróbicos com duração de 150 minutos por semana. Exercícios de contato não são indicados devido ao risco de traumas.

Lembre-se de utilizar roupas leves, tênis adequado e cuidar da alimentação nesta fase de gestação.

Leia mais:

Veja estratégias nutricionais para melhorar o desempenho no exercício físico

Vai começar a frequentar academia? Veja dicas para iniciantes