Verstappen bate Vettel e lidera TL1 da F1 em Singapura

Primeira atividade da sexta-feira em Marina Bay ainda contou com problemas com Leclerc e acidente de Bottas

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Red Bull

Max Verstappen foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio de Singapura, 15ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na atividade realizada na manhã desta sexta-feira (20) no circuito montado nas ruas da Marina Bay, o holandês da Red Bull bateu a concorrência dos pilotos de Ferrari e Mercedes, anotou 1min40s259 usando pneus macios, e dominou o treinamento.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A segunda posição ficou com Sebastian Vettel, piloto da Ferrari que acabou o treinamento 0s167 atrás do tempo obtido por Verstappen. Lewis Hamilton colocou a Mercedes na terceira colocação, sendo seguido por Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe. O grupo dos cinco primeiros ainda contou com Alexander Albon, piloto que defende a Red Bull.

Nico Hülkenberg, com uma Renault, terminou o treinamento na sexta colocação em Singapura, sendo seguido por Carlos Sainz, sétimo mais veloz com a McLaren, ficando à frente de seu companheiro de equipe, Lando Norris. O grupo dos dez primeiros em Marina Bay foi completado pelos dois pilotos da Toro Rosso, Daniil Kvyat à frente de Pierre Gasly.

A atividade contou ainda com uma bandeira vermelha provocada por Valtteri Bottas. O finlandês perdeu o controle da Mercedes que pilotava e acertou a barreira de proteção, danificando a suspensão do carro. A direção de prova não teve outra alternativa que não fosse paralisar a sessão. Outro que teve problemas foi Charles Leclerc, que ficou lento na pista e precisou retornar aos boxes, terminando apenas na 19ª posição.

O segundo treino livre da Fórmula 1 no circuito de Marina Bay acontece ainda nesta sexta-feira, a partir das 9h30, e contará com transmissão dos canais Sportv. O Grande Prêmio de Singapura será disputado no domingo (22), às 9h10, e terá exibição ao vivo da TV Globo, do portal GloboEsporte.com e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino em Singapura

A primeira atividade da Fórmula 1 em Marina Bay começou pontualmente às 5h30 da manhã, pelo horário de Brasília, com clima bastante quente, como é de costume em Singapura, com temperatura ambiente de 32°C e temperatura da pista em 42°C. Tão logo a pista foi liberada, os pilotos iniciaram as voltas de instalação pelo traçado urbano, retornando aos boxes logo na sequência.

Diferente do que é o hábito nos outros circuitos, a Ferrari foi a primeira a mandar os pilotos à pista para registrar tempos, e Charles Leclerc marcou 1min46s180, enquanto Sebastian Vettel se colocou na segunda posição. O monegasco foi, pouco a pouco, melhorando seu tempo, até alcançar 1min43s618, mantendo o primeiro posto no início da sessão.

Após algum tempo apenas com os pilotos da Ferrari na pista, Nico Hülkenberg se colocou em terceiro com a Renault. Minutos mais tarde, Max Verstappen se colocou na primeira colocação com a Red Bull, sendo batido pouco depois por Valtteri Bottas, que anotou 1min43s041 com a Mercedes. No final da primeira meia hora da sessão, Lewis Hamilton cravou 1min42s412, tomando a ponta da folha de tempos.

Quem surpreendeu pouco depois foi Daniil Kvyat, que avançou para o quarto lugar com a Toro Rosso, enquanto Pierre Gasly, com o outro carro do time de Faenza, apareceu na oitava posição. Pouco depois, Verstappen retomou a liderança da atividade com a Red Bull, mas logo foi batido novamente por Hamilton, que registrou 1min41s469 recuperar o melhor tempo.

Após alguns minutos de silêncio na Marina Bay, Bottas foi para a pista, anotando o segundo melhor tempo na abertura da metade final da sessão, usando os pneus duros. A Ferrari, então, mandou seus pilotos à pista, e viu Vettel anotar 1min40s426, enquanto Leclerc teve problemas com o carro e não completou a volta. Na sequência, Verstappen voltou a pontear a sessão, marcando 1min40s259.

A primeira bandeira vermelha do final de semana aconteceu quando restavam 26 minutos para o encerramento da sessão, quanto Bottas estampou a Mercedes contra a barreira de proteção, danificando o carro. A sessão foi retomada após nove minutos, e rapidamente os pilotos retornaram à pista, com Carlos Sainz sendo o primeiro a partir para volta rápida com a McLaren. Lando Norris, companheiro de Sainz, rodou pouco depois.

O treinamento terminou sem que os pilotos melhorassem seus tempos. Melhor para Verstappen, que terminou a atividade com a melhor marca, sendo seguido por Vettel e Hamilton.

Foto: Red Bull

LEIA MAIS:
Robert Kubica não continua na Williams em 2020
Haas renova contrato com Magnussen e Grosejan para 2020
Confira a programação para o GP de Singapura de Fórmula 1