WSL anuncia a Challenger Series, um novo nível de competição

A WSL criou um novo recurso para estimular os atletas a se qualificarem para a elite do surfe mundial

Aline Taveira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Sage Erickson (Photo by Kenny Morris/WSL via Getty Images)

Em 2020, a World Surf League (WSL) lançará a Challenger Series, um novo nível  que oferecerá aos atletas mais oportunidades ao mais alto patamar para se qualificar para o elite Championship Tour (CT). Os eventos premium da Challenger Series, que existirão como parte da Qualificação Geral, serão o melhor campo de batalha para os surfistas mostrarem seus talentos e se qualificarem para o nível de elite da competição.

A Série de Qualificação 2020 (QS) – o nível de desenvolvimento e qualificação para o CT – contará com dois segmentos principais: a Série Challenger (eventos que premiam 10.000 pontos no ranking de QS de um surfista) e os eventos QS 5.000, 3.000, 1.500 e 1.000. Tudo isso contribuirá para o ranking de QS dos surfistas no final do ano, à medida que se preparam para se qualificar para o CT.

A Challenger Series aumentará o número de eventos de 10.000 pontos de seis para sete para homens e de dois para quatro para mulheres, oferecendo o mesmo valor em dinheiro para homens e mulheres.

A Challenger Series contará com oito instalações premium em Piha (NZL), Ballito (ZAF), Huntington Beach (EUA), Pantin (ESP), Ericeira (PRT), Phillip Island (AUS), Haleiwa (HAW) e Sunset Beach (HAW).

ocê conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

À medida que o surf profissional continua a crescer em popularidade e os níveis de desempenho aumentam cada vez mais, a Challenger Series Premium procurará aumentar para um máximo de 10 eventos no futuro e existir como o porta-padrão de QS em termos de desenvolvimento e identificação o próximo nível de talento em CT. Haverá marketing adicional e conteúdo do evento ao vivo para elevar ainda mais esses importantes eventos e atletas.

“Estamos empolgados em anunciar a Challenger Series para 2020”, disse Travis Logie, gerente sênior de turismo e competição. “Esse novo nível de evento e competição proporcionará mais oportunidades para qualificação de elite, visibilidade para a próxima geração de surfistas e uma plataforma de marketing para nossos parceiros regionais. As mudanças também visam permitir que um número maior de surfistas regionais se desenvolva através do sistema WSL Qualifying Tour – com a atualização para este nível, poderemos responder à demanda por maiores oportunidades competitivas. ”

“Este é outro passo importante em nossa evolução. Estamos muito satisfeitos com o nível inicial de interesse de parceiros e principais partes interessadas da Challenger Series. Esperamos que a série melhore ainda mais a carreira de futuros atletas de CT e se torne comercialmente positiva ”, declarou a CEO Sophie Goldschmidt.

Calendário 2020 da WSL Challenger Series:

Piha, Nova Zelândia (março), homens e mulheres
Ballito, África do Sul (julho), Homens
Huntington Beach, EUA (agosto), Homens e mulheres
Pantin, Espanha (setembro), homens e mulheres
Ericeira, Portugal (setembro), Homens
Phillip Island, Austrália (novembro), Mulheres
Haleiwa, Havaí (novembro), Homens
Pôr do sol, Havaí (dezembro), Homens

Leia mais: Brasileiras se destacam no ISA World Surfing Games, no Japão

Jadson André garante sua vaga no circuito mundial de 2020

Jovens brasileiros dão um show de surfe no Oi Pro Junior Series