Alonso: “F1 é minha vida”

Apesar de dizer não sentir saudades, Alonso não descarta volta a categoria

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial

Espanhol deixou a categoria em 2018 pela Mclaren com 314 GPs disputados. O asturiano afirma não sentir saudades.

Conhece a TV Torcedores? Clique e se inscreva!

“Este ano não senti saudades da F1”, afirmou o bicampeão mundial em 2005 e 2006, a TV espanhola Antena 3.

Mas, como não poderia deixar de ser, Alonso deixou no ar uma possível volta a principal categoria do automobilismo.

“Em 2021, haverá um novo regulamento e não fecho as portas (para a F1), mas, não posso prever o futuro. A frase que eu mais tenho escutado é: você tem que voltar. A F1 é minha vida” comentou o bicampeão mundial de 2005 e 2006 pela Renault.

“2019 tem sido um ano atípico. Quando você deixa de correr na F1, se supõe que você deve descansar o que, definitivamente não é meu caso. Fui campeão mundial de Endurance, ganhei Daytona, Le Mans. Ficou faltando as 500 Milhas de Indianapolis, mas ainda quero a Tríplice Coroa”, emendou Alonso.

A Tríplice Coroa acontece quando um mesmo piloto ganha o GP de Mônaco, as 500 Milhas de Indianapolis e as 24 Horas de Le Mans não necessariamente na mesma temporada.

LEIA MAIS

Alemã vítima de acidente espetacular em 2018 não vai participar de Macau por falta de verbas