Ana Sátila chega a duas finais no evento-teste de canoagem slalom em Tóquio

A competição foi realizada no local onde ocorrerão as disputas nos Jogos Olímpicos em 2020

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: COB/Divulgação

Neste domingo (27) os brasileiros Ana Sátila e Pedro Gonçalves encerraram a participação no evento teste da canoagem slalom para as Olimpíadas 2020. O torneio durou três dias e Sátila chegou às finais em duas provas, ficando em 4º no C1 e 6º no K1. O brasileiro, fechou na 18º posição na categoria K1 do masculino.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Pela categoria C1, Ana Sátila assegurou a 4ª posição. Na prova a canoísta do Brasil foi a mais veloz, porém sofreu penalidades por dois toques, na baliza 05 e outro ao passar a 16, e sofreu um acréscimo de 4 seg., o tempo final foi de 118.78 seg. Já na disputa do K1 Feminino, a atleta brasileira teve dois toques na descida, ao cruzar as balizas 19 e 20. No final, o tempo foi de 121.37s, que a deixou na 6ª posição.

“Foi um bom evento. Aproveitei ao máximo para conhecer a pista, o local da disputa. Agora é focar nos Jogos Olímpicos para buscar um bom resultado”, disse Ana.

Já Pedro Gonçalves teve a penalidade máxima por não cruzar a baliza 17. Além de um toque na baliza 05 na disputa da semifinal do K1 Masculino. Com o tempo final foi de 146.66 segundos, terminou em 18º lugar.

“Pelo meu tempo limpo, eu estaria entre os cinco primeiros, mas eu estou feliz com a minha navegação nessa pista nova que é bem difícil. Agora são mais alguns dias de treino e depois volto para o Brasil para dar uma descansada”, falou Pepe.

Canoagem do Brasil rumo a Tóquio

Na canoagem slalom, Ana Sátila está com o passaporte carimbado para representar o Brasil no feminina no K1 e no C1. A brasileira participa pela terceira vez das Olimpíadas. Em Londres 2012, ela foi a atleta mais nova da delegação do país.

O K1 Masculino, ainda segue sem um representante definido. A escolha do representante saíra da Seletiva Nacional, que acontece em abril do ano que vem no Rio de Janeiro. Além disso, para ter uma participação completa nos Jogos Olímpicos em Tóquio, a canoagem slalom precisa confirmar a vaga no C1 Masculino. A última oportunidade da categoria será no Campeonato Pan-americano, no Rio de Janeiro, também em abril, simultâneo à Seletiva Nacional.

Leia mais:

Tênis de Mesa do Brasil garante vaga por equipes nos dois naipes para os Jogos Olímpicos de Tóquio