Após recusa na troca uniformes, Márcio Araújo manda camisas da Chapecoense para ex-colegas de Flamengo

Depois da derrota da Chapecoense para o Flamengo no último domingo, o volante Márcio Araújo se recusou à dar a camisa para o ex-companheiro de time Rodinei.

Gabriel Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / Twitter

Mais uma vez o volante Márcio Araújo protagonizou uma cena incomum durante a troca de uniformes entre os jogadores. Na partida entre Chapecoense e Flamengo, do último domingo, o atleta se recusou à dar o uniforme para o ex-colega de clube Rodinei.

Após as imagens da recusa se espalharem, Márcio Araújo gravou um vídeo explicando o ocorrida. O volante revelou que depois enviou camisas da Chapecoense para os ex-colegas de time Rodinei e William Arão.


– Quero explica, vocês não mostram o outro lado. No vestiário mandei camisa para o Rodinei e para o Arão, Joguei com eles no Flamengo, então me presentearam com camisas, normal. Foi entregue também no vestiário. Acham que estou pegando as camisas para mim. Nem para mim foram, foi para o Amaral e para o médico do clube – esclareceu o jogador.

Não é primeira vez que o jogador protagoniza uma cena igual à essa. Há sete anos o jogador se recusou à dar o uniforme do Palmeiras para o atacante vascaíno Eder Luís, os dois haviam jogado juntos no Atlético-MG. Há cerca de duas semanas, foi o peruano Paolo Guerrero, do Internacional, que recebeu a recusa do jogador, os dois haviam jogado juntos no Flamengo.

Leia mais sobre Márcio Araújo:

VÍDEO: Márcio Araújo se recusa a entregar camisa de jogo, mas pega uniformes de Renê e Rodinei

Márcio Araújo rasga elogios ao Flamengo após derrota da Chape: “Não é líder à toa”