Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Arsène Wenger completa 70 anos

Emblemático técnico do Arsenal, Arsène Wenger, esteve no comando do clube londrino por incríveis 22 anos

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores.com.Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL.

Crédito: Reprodução/Youtube

Wenger, nascido em Strasburgo, teve uma carreira como jogador de  1969 a 1981 atuando como zagueiro. Passou por FC Duttlenheim, AS Mutzig, FC Mulhouse, ASPV Strasbourg e RC Strasbourg. Dentro das quadro linhas, foi campeão francês na temporada 78-79. Mas, foi como treinador que a sua carreira mudou.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!!

Talvez, nem tanto no Nancy clube que dirigiu de 1984 a 1987, sem títulos. Sua primeira volta olímpica se deu como técnico do Mônaco: campeão francês em 87-88 e da Copa da França na temporada de 90-91. Comandou a equipe do principado em 226 jogos até 1994. Naquele ano, partiu para um destino inusitado para um treinador europeu: o Japão.

No país oriental, Arsène Wenger dirigiu o Nagoya Grampus de 94 a 96. Lá, conquistou uma Copa do Imperador e a Supercopa Japonesa, até vir o convite do clube que mudaria sua vida para sempre.

Wenger e a “legião francesa”

O estilo de futebol ofensivo do francês chamou a atenção do gigante Arsenal disposto a voltar aos tempos de glória. Nos seus incríveis 22 anos a frente dos Gunners foram três campeonatos ingleses ( 1997–98, 2001–02, 2003–04) sete Copas da Inglaterra (1997–98, 2001–02, 2002–03, 2004–05, 2013–14, 2014–15, 2016–17) e outras sete Supercopas da Inglaterra.

Todos esses títulos aliados a um estilo ofensivo de jogo e com jogadores do quilate de Rob Parlour, Dennis Bergkamp e da “legião francesa” formada por Robert Pires, Patrick Viera e Thierry Henry com uma “pitada” de Cesc Frabegas e a segurança de Gilberto Silva.

Nem a falta de uma conquista europeia nos exatos 1235 jogos como técnico do Arsenal apagam a história de Sir Arsène Wenger no coração do torcedor, a ponto de ganhar um busto do Emirates Stadium em seus 70 anos completados nesse 22 de outubro.

LEIA MAIS

Paquetá, Allan e mais: como foram os brasileiros na 8ª rodada do Campeonato Italiano