Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Atletismo: Marilson Santos vai entrar para Hall da Fama em Nova York

Marilson Santos vai receber homenagem no Central Park na próxima quinta-feira (31). Atleta é considerado um dos maiores nomes do atletismo nacional

Aécio de Paula
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução: Instagram/ Marilson Santos

Um dos maiores da história do atletismo nacional vai ganhar uma grande homenagem. Marilson Santos, que tem um vasto currículo de medalhas pelo Brasil, entrará para o Hall da fama da Maratona de Nova York. O evento vai acontecer na próxima quinta-feira (31), no Central Park.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

“Recebi esta notícia muito legal, que me deixou muito feliz. Fui indicado pela Organização da Maratona de Nova York para entrar no Hall da Fama. A cerimônia será aberta ao público. Gostaria de agradecer a todos que torceram por mim não somente em Nova York, mas em toda a minha carreira”, disse o atleta em entrevista ao site oficial da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT)

O brasiliense já ganhou essa prova duas vezes. A Maratona de Nova York é considerada por muitos como uma das principais provas do calendário do atletismo mundial. Assim, a homenagem ganha roupagem ainda mais especial. “É como se eu estivesse ganhando a Maratona de Nova York pela terceira vez”, brincou Marilson.

A carreira de Marilson

Além de ter vencido a Maratona de Nova York em duas oportunidades (2006 e 2008), Marilson tem uma carreira recheada de grandes momentos. Ele venceu, por exemplo, três edições da Maratona de São Silvestre. É a mais tradicional prova de atletismo realizada em solo nacional.

O atleta conta com 5 medalhas em Jogos Pan-Americanos. Uma delas é dourada. Na edição de Guadalajara em 2011, ele venceu a prova dos 10. 000 metros e fez o hino brasileiro ser tocado no México. Ele ainda conta com duas medalhas de prata nos 10. 000 metros (Santo Domingo 2003 e Rio 2007) e duas de bronze nos 5.000 metros (Santo Domingo 2003 e Rio 2007).

Destruidor de favoritismos

Na edição de 2006 da Maratona de Nova York, sua vitória foi vista com grande surpresa por parte dos analistas esportivos. É que Marilson competia com outros grandes nomes do atletismo Mundial.Um deles, por exemplo, era o queniano Paul Tergat, que ficou conhecido no Brasil por vencer a São Silvestre em cinco oportunidades.

Em 2008, com mais evidência internacional, Marilson mudou a estratégia. Isso porque ele não era mais visto como um azarão. Com o objetivo de provar que o que ocorrera em 2006 não foi apenas sorte, Marilson venceu novamente. Mas desta vez com uma marca ainda mais baixa do que no primeiro título.

Marilson receberá a homenagem na quinta-feira (31) . O atleta tem hoje 42 anos de idade. Será portanto mais um grande momento na carreira do atleta.

LEIA MAIS

Brasil conquista mais três ouros no atletismo dos Jogos Mundiais Militares