Boselli marca 300º gol da Arena Corinthians e exalta Fiel: “é o máximo que pode querer um jogador”

Argentino marcou o gol do empate do Timão e salvou da derrota

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Daniel Augusto Jr./Corinthians

O gol de Boselli nos últimos minutos do primeiro tempo fez com que a torcida do Corinthians aumentasse ainda mais a admiração que tem pelo centroavante, mesmo sem a titularidade absoluta.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

 

Com o meu BMG Corinthians o seu time sempre ganha. Abra sua conta!

Ao fim da partida, já na zona mista, o camisa 17 revelou que não tinha conhecimento do dado e preferiu exaltar a torcida corintiana.

“Eu não sabia desse dado, não sabia. Jogar aqui é maravilhoso”, iniciou o centroavante.

“Jogar com uma torcida que apoia os 90 minutos é o máximo que pode querer um jogador. Fico muito feliz de estar aqui desfrutando disso e ajudando a equipe como fiz hoje, com gol, hoje com muito esforço e com sacrifício.”

Assista ao segundo gol do Corinthians, marcado por Boselli:

O jogo
O Corinthians abriu o placar com Gil, de cabeça, no início da partida. O Athletico empatou minutos depois com Léo Cittadini e virou com Erick, que aproveitou falha de Manoel. O gol de empate foi marcado por Boselli.

Corinthians x Athletico Paranaense – 24ª rodada do Brasileirão
Estádio: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Horário: 19h15
Transmissão: Globoesporte.com
Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro, Leone Carvalho Rocha (auxiliar 1), Cristhian Passos Sorence (auxiliar 2), Elmo Alves Resende Cunha (VAR)

Escalações da partida

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Mateus Vital, Ralf, Ramiro e Clayson; Vagner Love e Boselli. Técnico: Fábio Carille

Athletico Paranaense: Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Marcio Azevedo; Wellington, Léo Cittadini e Erick; Marcelo Cirino, Rony e Thonny Anderson. Técnico: Tiago Nunes

Leia mais:
Carille admite manter Love e Boselli no Corinthians: “pode dar certo”

Vagner Love lamenta chances perdidas contra o Athletico: “não fui feliz”