“O Brasil não está preparado para o sucesso do Jorge Jesus, nem de ninguém”, afirma ex-zagueiro da Seleção

Treinador português vem causando grande repercussão no comando do Flamengo, mas ainda causa desconfiança entre muitos brasileiros

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

O começo de trabalho de Jorge Jesus no Flamengo vem chamando a atenção no Brasil. Líder do Brasileirão e semifinalista da Copa Libertadores, o treinador português, porém, ainda causa desconfiança em partes dos brasileiros, que questionam um possível “fogo de palha” deste sucesso inicial do comandante.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Para o ex-zagueiro da seleção brasileira, Luisão, em entrevista ao Goal, os torcedores brasileiros não estão preparados para a chegada do comandante que veio de outro continente. O ídolo do Benfica trabalhou com o treinador por seis temporadas e rasgou elogios ao atual técnico do Flamengo.

“O Brasil não está preparado nem para o sucesso do Jorge Jesus e nem para o sucesso de ninguém, seja de dentro ou de fora. Por que eu falo isso? Nós, brasileiros, procuramos sempre encontrar os defeitos dos nossos próprios ídolos, queremos sempre jogar eles para baixo”, disse Luisão. “Dou o exemplo do Ronaldo Fenômeno. Lembro que no Brasil só falavam do Ronaldo gordo, não do Ronaldo que fez tudo o que fez na carreira. O brasileiro tem dificuldade de aceitar o sucesso das pessoas, ainda mais se o sucesso é de quem vem de fora. Estamos sempre na defensiva”, comentou.

“Digo isso aqui de fora, então espero que as pessoas me compreendam. Lembro, por exemplo, de muita gente falando mal do Jorge Jesus, e ele tinha acabado de chegar. Faltou a humildade de dizer: vem, seja bem-vindo, mostra o que você tem para nós e depois fazemos uma avaliação. O brasileiro parou no tempo naquilo que é o desenvolvimento.”

Luisão ainda destacou o estilo de trabalho de Jorge Jesus ao falar sobre como foi a experiência de ser comandado durante anos pelo português. “Ele é um treinador extremamente rigoroso, tem 100% de dedicação ao projeto que assume. Também defende a todo custo a própria opinião, e isso faz com que os seus jogadores cresçam”, disse.

“Ele transforma jogador mediano em bom, ele acredita e aposta muito no que faz, e os jogadores de maneira alguma conseguem passar por cima dele. Felizmente, ele levou também muito conhecimento aqui da Europa. O brasileiro precisa compreender que não é perfeito em tudo. O ego do brasileiro é muito grande, falta humildade para tirar proveito daquilo que vem de fora. O Jesus conhece o futebol brasileiro, estudou, e chegou lá já sabendo o que iria encontrar, tendo por trás o aval e o reconhecimento da diretoria do Flamengo.”

LEIA MAIS:

Gustavo Villani defende Jorge Jesus de críticas a Reinier: “Achei importante”

Trio do Flamengo fez mais gols que 17 clubes no Brasileirão; veja quantos seu time já marcou

Vampeta pode ser preso por falta de pagamento de pensão alimentícia