Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Carille coloca seu futuro e vaga para Libertadores em risco e dispara: ‘Não fizemos dez bons jogos no ano’

Corinthians joga mal e perde clássico para o São Paulo por 1 a 0; Carille é duro em coletiva de imprensa

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O Corinthians mais uma vez teve uma atuação abaixo do esperado e foi derrotado por 1 a 0 pelo São Paulo, neste domingo (13), no Morumbi, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. Após o jogo, Fábio Carille concedeu entrevista coletiva e criticou duramente sua equipe, deixou seu futuro em aberto e aponto riscos de ficar fora da próxima Copa Libertadores.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“Acho que de 63 jogos a gente não fez dez bons jogos no ano. A gente não fez. Até campeão paulista, já falei várias vezes, com dificuldade para jogar. Falei na coletiva passada a respeito do Boselli, que as características do nosso time não são para ele. Quando pedi a contratação dele, a gente imaginou que iam acontecer outras coisas (contratações), precisa de bola na área. E nosso time dificilmente busca profundidade, gosta de rodar com a bola”.

O Corinthians mais uma vez teve dificuldades de criar chances de gols e foi apático durante grande parte do confronto. O São Paulo conseguiu se soltar mais e propor jogo com mais eficiência, na quarta partida de Fernando Diniz no comando. Carille analisou o clássico:

“Em relação ao jogo, ganhou o melhor, quem acertou mais passe, quem buscou o jogo, quem foi ofensivo. A gente foi muito abaixo. O básico do futebol é o passe, a gente está com dificuldade no básico. O grupo é consciente de que está mal, vê no vestiário que poderia render mais. A gente tem que melhorar, e não é de hoje”.

O alvinegro paulista está no quarto lugar com 43 pontos, a mesma pontuação do SPFC. Grêmio, Internacional e Bahia estão na briga pelo G6, e Carille acredita que seu time corre riscos de ficar de fora.

“A casinha (defesa) está bem fechada. A gente tem de melhorar o ofensivo. E, se não melhorar, não classifica para a Libertadores”.

Já sobre seu futuro no comando, principalmente se não conseguir a classificação para a próxima Libertadores, o treinador não descartou a possibilidade de acontecer uma demissão.

“Pode (colocar em risco). O que me chama a atenção das demissões é que não é só quem está mal que está sendo demitido. O Wagner Lopes, com 47 pontos, em terceiro, para subir na Série B, foi dispensado (do Atlético-GO). Pode. Isso é parte do futebol, da nossa cultura.”

O Corinthians joga contra o Goiás na próxima quarta-feira (16), às 21h30 (de Brasília), fora de casa, no Serra Dourada.

LEIA MAIS:

Diniz elogia Carille e desconversa sobre briga pelo título: ‘Não controlamos o Flamengo’

As melhores notícias de esportes, direto para você