Cavani e Thiago Silva podem deixar o PSG de graça em 2020, diz emissora

Clube parisiense tem outras prioridades, e idade avançada da dupla pode dificultar permanência

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Divulgação - PSG

Peças importantes no elenco do PSG, Cavani e Thiago Silva podem se despedir do clube no final da temporada e ficar à disposição do mercado da bola sem nenhuma taxa de transferência. As informações foram apuradas e publicadas pela ESPN nesta quarta-feira (9).

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Os dois jogadores possuem contrato com a equipe parisiense junho do próximo ano e, até o presente momento, a cúpula diretória do PSG não manifestou interesse nas renovações dos contratos para assegurar a permanência da dupla sul-americana.

Com idades avançadas tendo como base a média do plantel de Thomas Tuchel, Cavani e Thiago Silva podem ser preteridos por jogadores mais jovens que eventualmente seriam contratados para suprir as lacunas.

Segundo fontes próximas da ESPN, Cavani ainda tem o desejo de continuar no time parisiense e acredita que pode convencer o diretor esportivo Leonardo para uma renovação. As lesões do atleta, no entanto, aparecem como principais empecilhos, e fizeram o mandatário brasileiro reavaliar um prolongamento de vínculo.

Se caso concretize a sua saída do PSG, Cavani coloca o futebol europeu como prioridade. Atlético de Madrid, Napoli, Inter de Milão e Manchester United já manifestaram interesse pelo jogador no passado.

Apesar de ter deixado público o interesse de encerrar a carreira no clube francês, Thiago Silva não tem seu caso de renovação tratado como prioridade pela direção, principalmente após a chegada de Leonardo. Segundo fontes da emissora, o assunto em pauta no momento é estender os contratos de Marquinhos e Marco Verrati

LEIA MAIS:

Com Neymar, PSG traça meta de conquistar Champions League e Ligue 1 nesta temporada