Comentarista da Fox minimiza momento de Jesus e não o vê em time de ponta da Europa: “Tem 65 anos e não explodiu até agora”

,Apesar do bom trabalho sob o comando do Flamengo, currículo de Jorge Jesus ainda é contestado no Brasil

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Buda Mendes/Getty Images

O Flamengo caminha a passos largos para conquistar o Campeonato Brasileiro de 2019 sob o comando do português Jorge Jesus. Além disso, o time tem vantagem na partida de volta da semifinal da Copa Libertadores, contra o Grêmio, e é apontado como favorito para avançar a final e, até mesmo, erguer a taça do torneio internacional. Apesar do momento, a carreira do treinador rubro-negro segue sendo contestada aqui no Brasil.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Depois de fortes declarações de Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, sobre o currículo de Jorge Jesus, desta vez foi o comentarista Rodrigo Bueno, do Fox Sports, quem questionou o histórico do treinador português. Para o jornalista, apesar do excelente momento sob o comando do Flamengo, Jesus não seria disputado para assumir nenhum time de ponta na Europa.

Ele fala: ‘Não, porque eu deixei um legado na Europa e muitos estão me copiando’. Eu acho que ele está se referindo à Europa, Portugal. Essa adoração, essa cobertura intensa do Flamengo está acontecendo muito em Portugal. O Renato Gaúcho, meio que para alfinetar, falou isso. Fora de Portugal, ele não trabalhou em nenhum grande clube da Europa. Por que? Um cara que tem 65 anos não explodiu até agora”, avaliou Bueno durante a edição do “Debate Final” nesta quinta-feira (10).

Você acha que o Real Madrid vai chamar o Jorge Jesus, se ganhar a Libertadores e o Mundial? Eu acho que a elite da Europa, hoje, dificilmente vai chamar o Jesus. Acho mais fácil, para ele, uma Seleção Brasileira. Ano que vem tem Copa América, e, se, ano que vem, o Tite tiver um problema e, de repente, ficar vago. Eu acho que o Jorge Jesus vai consolidar o nome dele em Portugal e vai, talvez, atrair times de menor expressão d e ligas importantes. Da Premier League, da Espanha, da França, podem convidá-lo”, completou o comentarista.

Vale lembrar que, em entrevista ao Fox Sports, Jorge Jesus revelou que tinha sondagens de clubes europeus antes de fechar com o Flamengo. “Se fosse pelo dinheiro, poderia ter ficado no Al Hilal (da Arábia Saudita). Poderia também ter ido a clubes da Inglaterra”, disse o português, que afirmou ter ouvido que recebeu uma proposta do Newcastle e que poderia ter assumido o lugar de Maurízio Sarri, no Chelsea.

LEIA MAIS:
Cereto aposta em classificação do Flamengo na Libertadores e se recusa a apresentar programa caso Grêmio avance