Cristiano Ronaldo pode superar Pelé?

O português tem a chance de alcançar a marca de 700 gols na carreira nesta sexta (11)

Giovanna Di Fluri
> Estudante de Jornalismo UFRJ> Fã de esportes e apaixonada por futebol;> Redatora no blog ‘Redação Rubro-Negra’, site voltado para notícias do Flamengo;> Experiência em cobertura de eventos: .:. Sub-20: Final Taça Guanabara 2019 entre Vasco e Flamengo; .:. Sub-20: Flamengo e Atlético-MG pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019; .:. Jogo 4 da Final da NBB entre Flamengo e SESI Franca; .:. Lançamento do segundo novo uniforme do Flamengo na Gávea;> Formada em Inglês desde 2015 e trilhando meu caminho no mercado da comunicação esportiva.

Crédito: Massimo Pinca/Reuters | Foto: Cristiano Ronaldo

CR700. É assim que os principais jornais europeus já estão chamando o atual camisa 7 da Juventus. Há quem diga que Cristiano Ronaldo pode igualar e até superar a marca de gols de Pelé. Esse feito pode acontecer hoje (11), já que Portugal entra em campo contra Luxemburgo, às 15h45 (horário de Brasília), pelas eliminatórias da Euro 2020.

É um objetivo difícil de ser alcançado, mas não impossível. O Rei Pelé alcançou a marca de 1282 gols, mas apenas 767 foram oficiais. Desses, 34 válidos pelo Brasileirão, 12 pela Copa do Mundo e 643 jogando pelo Santos. Para entender melhor essa questão, trouxemos números que justificam o novo apelido de CR700. Acontece que Cristiano tem 698 gols oficiais em sua carreira. Entre eles, 311 pela Liga Espanhola, 127 pela Champions League e 7 pela Copa do Mundo. Desses, 450 foram marcados só pelo Real Madrid, 118 pelo Manchester United, 93 pela seleção portuguesa e 32 pelo Juventus, atual clube de CR7. O atacante lusitano chegou a superar Messi, que tem 672 gols na carreira até agora.

Em entrevista para o portal SportsBible, Cristiano assumiu que já se imagina fora dos gramados: “o que pode acontecer em um ou dois anos?” disse o atacante. Apesar de ter levantado suspeitas sobre encerrar sua carreira, o português deixou claro sua vontade de sempre ser o melhor: “sou um cara competitivo, não gosto de ser o número dois ou três.” Hoje, com 34 anos, Cristiano tem a chance de entrar em um ranking de goleadores importantes no futebol mundial, como Ferenc Puskás. Já que o português deixou entre linhas que gostaria de jogar até os 40 anos de idade, a expectativa é que ele quebre os recordes mais próximos possíveis.

A matemática é simples: para alcançar a marca de 767 de Pelé, Cristiano Ronaldo precisa de 69 gols em, teoricamente, 6 anos. É uma margem de 11 gols por ano. Pensando assim, não parece ser tão difícil para o Robozão atingir essa meta em sua carreira. É um sonho próximo de ser realizado, reafirmando as palavras de Pelé: “hoje não existe essa dúvida, ele é o melhor jogador, o melhor goleador e o melhor atacante” sobre o futuro CR700.