Cuiabá Arsenal encara Sorriso Hornets pela melhor campanha do grupo na BFA

A equipe de futebol americano da capital propôs concluir a obra do Cot do Pari com dinheiro privado e aguarda parecer do Governo de Mato Grosso

Junior Martins
Colaborador do Torcedores

Crédito: Junior Martins

O Cuiabá Arsenal enfrentará o Sorriso Hornets na próxima semana, no sábado (19.10), às 15h, no Miniestádio Prof. Hélio de Oliveira, no bairro Jardim Imperial, em Várzea Grande. Um confronto válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, a Liga BFA – Elite, e, apesar de já estarem classificados à 2ª fase, será primordial para definir qual das equipes encerrará a fase com a melhor campanha e obterá benefícios e o título estadual.

“Será importante por duas razões: primeiro, a melhor campanha se classifica em primeiro do grupo e ganha vantagens para o primeiro jogo da fase de mata-mata (playoffs), pois terá mando de campo e pegará um adversário teoricamente mais fraco, que se classificou em 2° no outro grupo; segundo, quem tiver a melhor campanha se torna o campeão estadual 2019. Como não teve estadual no início do ano e o Arsenal e o Hornets foram as únicas equipes que se propuseram a disputar o estadual de 2019, então ambas combinaram que a primeira fase do brasileiro valeria o título do Campeonato Mato-grossense 2019”, diz o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

O Campeonato Brasileiro é formado por 33 equipes divididas em quatro grandes grupos regionais, chamados de Conferências: Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Sul. E a Conferência Centro-Oeste têm dois pequenos grupos, chamados de Grupo Centro e Grupo Oeste, com quatro times cada. E o Cuiabá Arsenal e o Sorriso Hornets, junto com Sinop Coyotes e Rondonópolis Hawks, pertencem ao Grupo Oeste. E cada grupo classifica dois times, as duas melhores campanhas.

Tanto Cuiabá Arsenal quanto Sorriso Hornets estão previamente classificados para os playoffs por já terem as melhores campanhas do Grupo Oeste. O Arsenal fez cinco dos seis jogos da primeira fase, obteve quatro vitórias e saldo de 27 pontos e o Hornets fez cinco das seis partidas, teve quatro vitórias e saldo de 37 pontos. E agora se encaram para concluir a tabela de jogos e ainda decidir quem se classificará em primeiro e quem se classificará em segundo lugar.

“Os dois times estão com quatro vitórias e uma derrota, mas a nossa derrota foi contra eles na primeira partida do brasileiro. Um jogo em que a linha de defesa deles colocou muita pressão no nosso ataque e atrapalhou corridas e passes. E por isso teremos uma linha ofensiva reorganizara para detê-los e nos permitir avançar e pontuar. Também faremos jogadas novas e diferentes com foco nos atacantes mais explosivos”, disse o treinador do Arsenal, Thomas Kudyba.

O Cuiabá Arsenal está com moral elevada por conta de uma sequência de quatro vitórias. Começou com derrota para o Hornets por 03 a 16 e depois venceu duas vezes do Sinop Coyotes por 24 a 17 e por 27 a zero e ganhou duas vezes do Rondonópolis Hawks por 35 a 32 e por 24 a 21. E o Hornets superou o Arsenal no início, depois venceu o Coyotes por 31 a 20, então perdeu para o Hawks por 22 a 25 e depois ganhou do Hawks por 21 a 20 e venceu o Coyotes por 20 a 05.

Serviço

O Cuiabá Arsenal encara o Sorriso Hornets, no dia 19 de outubro, às 15h, no Miniestádio Professor Hélio de Oliveira, localizado na Rua Venezuela, entre as paralelas Rua Paraguai e Rua L, no bairro Jardim Imperial, divisa com o bairro Mapim, em Várzea Grande-MT. E a entrada será gratuita e a equipe mandante arrecadará um quilo de alimento não perecível para instituições filantrópicas.

Cot do Pari

Em 03 de outubro, com protocolo número 485631/2019, registrado na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Seil-MT), a Associação Atlética Cuiabá Arsenal (AACA) protocolizou uma proposta que sugere ao poder público estadual fazer a cessão do Centro Oficial de Treinamento Rubens dos Santos, o Cot do Pari, em Várzea Grande-MT. Para que o Arsenal organize o espaço para uso esportivo e também finalize a obra com dinheiro privado.

“O Cot do Pari foi abandonado por governos anteriores e se tornou um problema para a sociedade e à atual gestão do Palácio Paiaguás, que, segundo o próprio governador, em síntese, tem poucos recursos e outras prioridades. Ou seja, o governo não pode gastar com a conclusão desta obra da Copa do Mundo de futebol de 2014. Então, nós pedimos a cessão do Cot para usar e terminar as obras”, comenta o presidente do Cuiabá Arsenal, Denevaldo Barbosa Jr.

No caso da proposta de cessão ser concedida, o Cot do Pari se tornaria o maior centro de treinamento de futebol americano e de flag football do país. Seria um marco histórico nacional e estadual para ambas modalidades esportivas. E, além disso, o Cot também poderia sediar partidas de rugby e de outros esportes de campo e as modalidades não precisariam concorrer com o futebol por espaços igualitários no Estádio Eurico Gaspar Dutra e Arena Pantanal.

Mais informações sobre a proposta de cessão estão detalhadas no documento protocolado na Seil-MT. A equipe também solicitou agenda com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para tratar do assunto e aguarda o parecer do poder público frente aos pedidos. Acompanhe o Cuiabá Arsenal nas redes sociais e se mantenha informado sobre todas as ações da equipe.

Assessor de Imprensa: Junior Martins/AACA
Fotógrafo: Junior Martins/AACA