Debinha decide mais uma vez e seleção brasileira feminina vence Polônia por 3 a 1 em amistoso

Saindo do banco de reservas, a atacante Debinha balançou as redes pela terceira vez em dois jogos e sacramentou a vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Polônia

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Daniela Porceli/ CBF

O Brasil segue invicto sob o comando da técnica Pia Sundhage no futebol feminino. A “vítima” da vez foi a seleção polonesa, derrotada por 3 a 1 no Kielce City Stadium, nesta terça-feira (8). A incansável Formiga abriu o placar para as brasileiras, que ampliaram com Tamires e fecharam a conta com Debinha. Malgorzata Mesjasz fez o gol de honra das donas da casa. Com o resultado, a treinadora sueca soma três vitórias e um empate desde que iniciou seu trabalho à frente da seleção.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Polônia 1 x 3 Brasil – resumo da partida

Primeiro tempo

O Brasil entrou em campo com uma escalação bastante modificada em relação à que venceu a Inglaterra por 2 a 1 no último amistoso e a falta de entrosamento ficou nítida no primeiro tempo, principalmente no setor defensivo. Apesar das mudanças e da dificuldade de criação, a seleção brasileira abriu o placar logo aos oito minutos, com uma cabeçada precisa de Formiga, antecipando as zagueiras polonesas após cobrança de escanteio de Andressa Alves.

No restante da primeira etapa, a seleção brasileira não conseguiu ser tão efetiva e passou por alguns sustos, principalmente nos lançamentos em direção à atacante Ewa Pajor, a mais perigosa das donas da casa. Com algumas falhas da defesa, a goleira Bárbara precisou aparecer fazendo grandes intervenções tanto embaixo das traves quanto fora da área, atuando quase como uma zagueira na sobra.

Segundo tempo e o fator Debinha

Após o intervalo, Pia mexeu na equipe e colocou a atacante Debinha em campo. A jogadora que já havia balançado as redes duas vezes contra a Inglaterra mais uma vez foi decisiva e mudou a cara da partida a favor do Brasil. Com jogadas de velocidade, atormentou a defesa polonesa e serviu Tamires aos 3 minutos da etapa final, para ampliar a vantagem brasileira.

Jogando no contra-ataque, as mandantes chegaram a assustar, com o gol de Malgorzata Mesjasz de cabeça, após cobrança de falta, aos 12 minutos do segundo tempo. Porém, mais uma vez Debinha apareceu aos 33 para garantir o triunfo brasileiro, completando para o gol a jogada individual de Ludmila.

LEIA MAIS:

Depois de 40 anos, mulheres assistirão jogo de futebol no Irã