“Desrespeito”, diz Tite sobre empresa que organiza jogos da Seleção

Tite expôs, em entrevista coletiva, a crise que a seleção brasileira vive com a Pitch. Comandante expôs todo o seu descontentamento com as condições oferecidas às seleções de Brasil e Senegal

Jéssica De Paula Alves
Jornalista amapaense migrada em Belo Horizonte (MG). Nascida em março de 1990, é gremista e adora esportes desde a infância. Faixa branca em jiu-jitsu, também é fã de rock e ama unir suas paixões.

Crédito: Pedro Martins / MowaPress

Em entrevista coletiva na madrugada desta quarta-feira (9) o técnico da Seleção Brasileira, Tite, falou sobre a a crise que a seleção brasileira vive com a Pitch, empresa que organiza os amistosos, quando a Fifa não está no comando. Segundo o site Uol,  na véspera da partida contra Senegal, marcada para 9h (de Brasília) de quinta-feira (10), o comandante expôs todo o seu descontentamento com as condições oferecidas aos dois times.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

“O que mais me deixou chateado foi a falta de respeito da Pitch com a seleção do Brasil e Senegal. Não proporcionou a nós treinarmos no campo de jogo. Isso me deixou descontente. Atletas de alto nível das duas seleções merecem respeito maior. Basicamente queremos campo e essa situação não atendeu”, disse Tite posteriormente.

Segundo apurou o UOL Esporte, a comissão técnica classificou o jogo contra o Peru, disputado em Los Angeles, como o episódio mais deprimente de toda esta gestão. Contudo, na ocasião, o campo apresentava diversas demarcações do futebol americano e péssimas condições para a bola rolar. Assim, haviam placas e equipamentos na beira do gramado. Assim, aumentando consideravelmente a chance de um jogador se chocar com estruturas.

LEIA MAIS

Tite rebate críticas sobre tratamento a Neymar na seleção: “Não passamos a mão na cabeça de ninguém”