Diego volta ao Flamengo com braçadeira de capitão e aplausos

Com apenas sete minutos de jogo, Diego quase amplia a goleada sobre o Grêmio e fala sobre disputa por vaga no time: “Vamos aos poucos. Estou retornando agora”

Paula Christina
Colaborador do Torcedores

Crédito: Wagner Meier/Getty Images

Diego retornou aos gramados três meses após uma grave lesão no tornozelo direito, aos 41 do segundo tempo, na partida em que o Flamengo venceu por 5 x 0 o Grêmio, pela semifinal da Libertadores, o camisa 10 substituiu Gerson e em poucos minutos quase ampliou a goleada.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Everton Ribeiro foi até a beira do gramado e repassou a braçadeira de capitão, retribuída por Diego com um beijo na testa e agradecimentos nas redes sociais, a torcida aplaudiu o retorno e gesto dos jogadores.

A previsão de recuperação do meia era de quatro a cinco meses, com a volta antecipada, Diego agradeceu ao departamento medico e relatou o drama e a dedicação para voltar antes do previsto e surpreender a todos.

“Sofri a lesão mais grave da minha carreira. Foi um grande aprendizado e tem sido ainda. Quando passou o susto, após uma semana, liguei para o doutor (Tannure) e falei que queria voltar na semifinal no Maracanã. Ele disse: “Cara, é muito difícil, mas podemos tentar”. Tentamos, e graças a Deus, entrei e me emocionei”, destacou Diego.

Realização de um sonho

Diego pediu a equipe médica para agilizar a recuperação buscando estar pronto para a semifinal da Libertadores.

“Foi um retorno precoce. Realizar esse sonho foi maravilhoso. Foi um trabalho sensacional dos médicos, fisioterapeutas, nutricionistas… É uma longa história de dedicação e disciplina muito grande para que isso acontecesse. Foi maravilhoso.”

Quase gol

Nos sete minutos que ficou em campo o camisa 10 teve a chance de ampliar a goleada, marcando um sexto gol que foi defendido por Paulo Victor.

“Queria que tivesse entrado. Seria muito mais do que eu havia pensado e poderia pedir. Mas foi tudo muito legal. Passou um filme na cabeça nesses minutos que estive em campo. Quero muito mais, nós temos que querer muito mais e temos condições para isso.”

Retorno

Diego destaca que vai buscar seu espaço com calma para ajudar a equipe do Flamengo nesse fim de temporadas cheio de jogos importantes.

“Vamos aos poucos. Estou retornando agora. Realmente a equipe vem crescendo, como era previsto. Se eu estivesse durante esse tempo todo a equipe também teria esse crescimento. O trabalho vem sendo bem feito pelo Jorge Jesus, e sabíamos que isso iria acontecer.”