“É triste ainda ouvir isso”, repudia Sasha sobre ato racista de torcedores do Santos

Episódio de racismo e xenofobia ocorreu na partida entre Santos e Ceará, na quinta-feira (17). Sasha falou sobre o assunto durante coletiva

Jéssica De Paula Alves
Jornalista amapaense migrada em Belo Horizonte (MG). Nascida em março de 1990, é gremista e adora esportes desde a infância. Faixa branca em jiu-jitsu, também é fã de rock e ama unir suas paixões.

Crédito: Reprodução

O atacante do Santos Eduardo Sasha falou sobre o episódio de racismo e xenofobia na partida entre Santos e Ceará, disputada na quinta-feira (17) pelo Campeonato Brasileiro. Torcedores do Peixe teriam insultado o volante Fabinho, com palavras racistas e xenófobas sobre os jogadores do elenco.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Na manhã desta sexta-feira, durante entrevista coletiva concedida no CT Rei Pelé, Eduardo Sasha, autor de um dos gols da vitória do Santos sobre o Ceará, lamentou o episódio criminoso e pediu a punição dos responsáveis.

“É triste ouvir esse tipo de coisa. Os clubes estão isentos disso, porque não tem como controlar os torcedores. Tenho certeza que o clube vai identificar quem fez essas coisas. Tem de haver punição para que nem entrem mais no estádio”, disse.

As acusações de xenofobia e racismo serão investigadas pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), conforme publicou o blog do Marcelo Rizzo, do UOL.

LEIA MAIS

STJD vai investigar acusação de racismo em Santos x Ceará, diz blog