Eduardo Ramos foi neutralizado por volante do Paysandu, avalia técnico do Remo

Meio-campista azulino foi titular na derrota do Remo por 3 a 1 perante o Paysandu, no estádio Mangueirão

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Samara Miranda/Ascom Remo

Substituído por Djalma aos 15 minutos do segundo tempo, o meio-campista Eduardo Ramos foi envolvido pela marcação adversária, na derrota do Remo por 3 a 1 contra o Paysandu neste domingo (6), no estádio Mangueirão. É o que avalia o treinador azulino, Eudes Pedro. O resultado eliminou o time azulino na Copa Verde. 

Eduardo Ramos não foi o único meio-campista a sair do jogo. Zotti e Ramires deixaram o gramado para as entradas dos atacantes Wesley e Higor Félix.

“O Paysandu, a melhor parte do campo deles, é o meio-campo. Eles têm bons jogadores que controlam, marcam, saem pro jogo”, justificou Eudes Pedro.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“O Zotti no primeiro tempo levou uma pancada e aí ficou segurando, ficou um pouco debilitado, mas conseguiu ir além”, acrescentou o técnico do Remo, em entrevista coletiva. 

“O Eduardo Ramos foi bem marcado pelo Uchôa. A gente tem que dar os parabéns. É um volante que sabe jogar, sabe marcar. Neutralizou o Eduardo. E o Ramires também sentiu um pouquinho”, avaliou.

O resultado encerrou a temporada 2019 para o futebol profissional masculino do Clube do Remo. No total, 38 jogos foram disputados. O retrospecto é de 15 vitórias, 15 empates e oito derrotas. Marcou 47 gols e sofreu 26.

Nos torneios que disputou, foi campeão estadual, semifinalista na Copa Verde e eliminado na primeira fase da Série C e da Copa do Brasil.

Leia também:

Eudes Pedro após eliminação: “vamos reiniciar um trabalho com a base, o Remo vai se tornar mais forte”