Eto’o elogia Guardiola, mas ressalta: “Estou apaixonado como treinador, não como pessoa”

Samuel Eto’o teve o privilégio de ser campeão sob o comando de Pep Guardiola e José Mourinho

Joao Vitor Rocha
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Manchester City

Samuel Eto’o craque que fez história no Barcelona de Pep Guardiola concedeu entrevista durante participação no Congresso Aspire Global Summit, em Doha, no Catar, e contou um pouco da relação com o hoje treinador do Manchester City.

Temos que aproveitar o melhor de cada treinador, mas o futebol no final é uma opinião e chega um momento em que temos que colocar a nossa”, iniciou.

“Estou apaixonado por Guardiola como treinador, mas não como pessoa. Ele é o treinador que me deu a melhor mensagem, eu realmente aprendi a jogar futebol com o Guardiola. Ele interpreta isso melhor que ninguém. É a maneira dele de transmitir as informações que o diferencia. Ele é o melhor e perde partidas, é claro”, concluiu.

Eto’o também não poderia deixar de comentar sua difícil relação com José Mourinho. A dupla foi campeã da Champions League pela Inter de Milão na temporada 2009/2010.

“O pior é desrespeitar alguém . Os melhores treinadores são os que me disseram as coisas mais difíceis na minha cara, mas em um escritório. Dói quando um treinador não sabe como gerenciar essa parte, e há muitas. Enquanto isso, o bastardo de Mou me deixou no banco por um mês e começou a me aquecer no minuto 89. Depois de um tempo, fui conversar com ele em seu escritório e conversamos claramente. “Bem, agora eu tenho meu jogador”, ele me disse . Depois disso tudo correu bem entre nós. Eu sempre direi as coisas na cara, com respeito, e então haverá um debate.”