Ex-Palmeiras chega à Seleção sub-23 após deixar o clube e mira Tóquio

Goleiro Daniel Fuzato jamais atuou entre os profissionais do Verdão, de onde saiu diretamente para a Roma

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação

O goleiro Daniel Fuzato é cria das divisões de base do Palmeiras, fez sucesso nas categorias inferiores, foi à Seleção sub-20 em 2016, mas só após deixar o clube no ano passado é que o radar internacional do jogador chamou a atenção.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Com o projeto comandado por André Jardine para a Seleção Brasileira sub-23 que disputará as Olimpíadas de Tóquio, Fuzato voltou à equipe.

“O sonho existe de disputar uma Olimpíada e representando o meu país seria incrível. Deixo nas mãos de Deus e sigo trabalhando”, disse o goleiro reserva da Roma, que não esquece o Palmeiras.

“Foi com 8 anos que comecei a levar o futebol a sério”, lembrou Fuzato. “Treinava muito e era feliz com isso. Com 9 anos falei para os meus pais que queria ser jogador e queria fazer testes nos clubes. Com 12 cheguei ao Palmeiras, que me abriu as portas e sempre terei um carinho e gratidão por tudo que me fizeram. Foram quase 9 anos no Verdão, onde cresci como pessoa e profissional.”

A Seleção sub-23 do Brasil enfrenta Venezuela, na quinta-feira, e Japão, na segunda, e segue a preparação rumo a Tóquio-2020. Fuzato deve disputar a posição de titular com Cleiton, do Atlético-MG.

“Vem sendo muito esse bom esse tempo na Roma. Estou mais adaptado ao país, a língua e a cultura. Busco colher aquilo que plantei ano passado, mas ainda tem muita coisa a melhorar e isso me motiva muito. Com 21 anos realizei o meu maior sonho de criança (jogar na Seleção).”

Leia mais:
Premiação por título do Brasileirão feminino representa 0,4% do que é pago ao masculino; veja os números

Ingresso mais barato para Brasil x Senegal custa 293% mais que ticket mínimo mais caro do Brasileirão