Felipe Albuquerque admite atrasos salariais e diz sobre finanças do Paysandu: “o clube tem problemas”

Dirigente bicolor conversou com a imprensa por quase 16 minutos, na quinta-feira (10)

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 26 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Jorge Luiz/ascom Paysandu

Além de oficializar a saída de seis jogadores e comentar como estão as negociações com Hélio dos Anjos para a permanência do técnico em 2020, o diretor de futebol Felipe Albuquerque admitiu que o Paysandu teve dificuldade para honrar os compromissos. Nas palavras do dirigente, “desde o começo do segundo semestre” que a situação financeira do clube paraense é difícil.

No dia 8 de setembro, o time alviceleste quase subiu à Série B. Empatou por 2 a 2 com o Náutico após sofrer um gol nos acréscimos do segundo tempo. “Nós fomos pro jogo do acesso com um mês de salário atrasado”, lembrou Felipe Albuquerque. 

“Nesse momento nós estamos trabalhando com salário atrasado”, acrescentou o dirigente, em entrevista coletiva realizada na quinta-feira (10).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“A situação financeira do clube não é confortável. O clube tem problemas financeiros. Rodou desde o final do Campeonato Paraense em todo o Campeonato Brasileiro com atrasos salariais”, descreveu Felipe Albuquerque.

Elogios ao elenco

Felipe Albuquerque ainda elogiou o plantel alviceleste. Mesmo com as dificuldades do Paysandu, não se viu notícias de jogadores fazendo greve ou ameaçando não entrar em campo.

“A única pessoa que tocou no assunto foi o Ricardo (Gluck Paul, presidente do clube). Isso fruto de um grupo de atletas muito comprometido com o clube, de caráter e de uma gestão que muito foi bem conduzida, tanto pelo departamento de futebol, quando pela comissão técnica, finalizou o dirigente.

Leia também:

Paysandu renova contrato de Tomas Bastos e chega a 20 jogadores no elenco para a final da Copa Verde

Paysandu renova contrato de 15 jogadores e oficializa saída de outros seis