FIFA promete investir 1 bilhão de euros no futebol feminino nos próximos quatro anos

Gianni Infantino, presidente da FIFA, destacou a boa experiência na Copa do Mundo feminina deste ano

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Getty Images

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, participou de um festival esportivo em Trento nesta quinta-feira (10) e confirmou que haverá grande apoio da organização no futebol feminino neste próximo ciclo antes da Copa do Mundo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Infantino ressaltou a beleza da última edição do mundial feminino, na França, vencida pelos Estados Unidos. “Agora é uma realidade verdadeira e muitos só a notaram agora. Vimos jogos bonitos e experimentamos emoções incríveis nesta Copa do Mundo”, disse.

“Temos que parar de comparar o futebol feminino ao masculino, talvez considerando o primeiro uma cópia desbotada do último. Antes, vamos considerá-lo um esporte bonito e emocionante. Como FIFA, queremos investir um bilhão nos próximos quatro anos no futebol feminino”.

Voltando ao futebol masculino, o presidente da FIFA valorizou a ideia de ter 48 equipes na Copa do Mundo de 2026. “É um evento social incrível, o mundo inteiro de alguma forma para. Ir para 48 equipes é uma consequência da globalização e para ser global no futebol, é preciso incluir. Falamos de qualidade, sim ele teme que abriremos para equipes que não são excelentes, mas ainda são 48 em 211 países”, disse Infantino.

“Em 2018 a Itália não estava lá, a Holanda não estava lá, os Estados Unidos não. São países que expressam grande qualidade e não puderam participar. Por isso, nossa responsabilidade é abrir a Copa do Mundo e torná-la mais participativa”, comentou o presidente da FIFA.

LEIA MAIS:

Presidente da FIFA chama árbitros de “heróis”, revela que desacreditava do VAR, mas afirma: “Fica mais lindo, mais justo”

Enquete: VAR é realmente necessário no futebol brasileiro? VOTE!