Ginástica: Brasil sofre com lesões e fica fora das Olimpíadas na disputa por equipes

Ginástica Equipe feminina encerrou a participação no Mundial na 14ª colocação

Bárbara Ribeiro
Bárbara é Mineira nasceu na cidade de Nova Lima. Incrivelmente ligada ao universo Esportivo.

Crédito: Ricardo Bufolin / CBG

Neste sábado, a seleção brasileira feminina de ginástica artística não teve um bom dia no Mundial em Stuttgart, na Alemanha.  Logo, no primeiro aparelho, Jade Barbosa lesionou o joelho direito no salto, e não pôde ajudar Brasil.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

“Na hora que aterrissei na chegada do salto, já senti meu joelho. Já fiz muito pelo Brasil e agora foi um dia que não aconteceu. Tive de ser madura para identificar que não dava para continuar, ” contou ao SportTV.

O acidente foi decisivo para a equipe brasileira, que amargou a 14ª colocação no torneio. Com o resultado, o Brasil está fora da disputa por equipes dos Jogos Olímpicos pela primeira vez desde a edição de Sydney-2000.

Na apresentação individual, Flávia Saraiva, brilhou. A brasileira garantiu a final no individual geral, trave e solo individuais no Mundial de Ginástica. Ficando com a 11ª, 5ª e  7ª posição, respectivamente. Além disso, assegurou a vaga individual para as Olimpíadas de Tóquio 2020.

“Como somos uma equipe, não desistiremos de lutar por nossas vagas no individual. Não é nosso último ano de vida e de Olimpíada. Lutamos o ano inteiro e trabalhamos duro. Foi difícil. Não vou desperdiçar os 12 anos da minha vida de treinos. Vou lutar até o final, ” enfatizou Flávia.

O destaque foi de Simone Biles, dos EUA, um dos principais nomes da competição. A norte-americana liderou o individual geral e garantiu a liderança dos Estados Unidos no Mundial de Ginástica. Em suas provas ela conseguiu completar dois movimentos inéditos. Com o feito, eles serão homologados com seu nome no Código de Pontuação da ginástica artística.

Clique aqui e entenda a Lesão de Jade Barbosa

Brasil no Mundial em Stuttgart

Neste domingo, a equipe masculina brasileira busca uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio. Liderada por Arthur Zanetti. Arthur Nory, Caio Souza, Francisco Barretto e Lucas Bittencourt vão tentar carimbar o passaporte do Brasil rumo ao Japão em 2020.

Lei mais:

Mundial de Ginástica na Alemanha tem recorde de países participantes