Mackenzie Dern analisa duelo com Amanda Ribas no UFC Tampa: “Espero vencer por finalização”

No UFC Tampa, Mackenzie Dern buscará seu oitavo triunfo na carreira

Dario Ferrari Rocha Teixeira
Escrevo sobre lutas em geral no Torcedores.com. São Paulino, fã do New England Patriots, Los Angeles Lakers e Los Angeles Dodgers. Noivo da Thays Gomes Lima.

Crédito: Dern, que é considerada uma das lutadoras mais lindas da atualidade, está de férias no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução | Instagram).

A invicta norte americana abrasileirada Mackenzie Dern irá encarar o maior desafio de sua carreira no próximo sábado (12), onde enfrentará a brasileira Amanda Ribas em duelo que acontecerá no card principal do UFC Tampa (UFC Fight Night 161), que será realizado no Amalie Center em Tampa, Flórida, nos Estados Unidos.

Em entrevista ao ‘Combate.com’, Mackenzie Dern analisou o combate ante Amanda Ribas, afirmando que o fato das duas lutadoras serem faixas-pretas de Jiu-Jítsu, fará com que o duelo se desenrole no chão.

“É uma luta bem boa para mim, porque ela é dura. Sempre recebi críticas de que o UFC me dá meninas fáceis, então, agora ninguém vai conseguir falar nada porque estou voltando depois de quatro meses que tive a minha filha, contra uma menina muito dura. Então, não podem falar que o UFC está me ajudando ou coisa assim. É uma luta boa para eu poder me provar, ganhar o respeito, e os fãs acreditarem em mim, que tenho mérito de estar lá. Eu acho que a luta vai acabar indo para o chão, somos faixas-pretas de jiu-jítsu… Treinei muito wrestling, que era meu ponto mais fraco, muita trocação também, pois ela não tem medo de trocar em pé. Não sei se vai ser rápido ou três rounds, mas vai ser uma luta bem agressiva e, se Deus quiser, vou sair com a vitória por finalização”, disse.

No mesmo bate-papo, Mackenzie Dern falou um pouco sobre seu camp e como foi ter ficado um bom tempo parada, já que estava grávida.

“Vamos ver com vai ser na luta, mas durante o camp todo, fiquei mais lenta física e mentalmente, no raciocínio para as posições e combinações. Estava um pouco devagar. Não foi nada diferente de quando fiquei parada durante seis meses depois da cirurgia no joelho. A gente que é atleta tem a sorte de voltar rápido. A gravidez foi uma surpresa, mas a melhor coisa que aconteceu na minha vida, me ajudou a perder gordura, meu corpo não fica com tanto medo do corte de peso. Parece que comecei do zero, perdi muito peso, gordura, amamentando também… Acordei com 53kg (quarta-feira), tomei café da manhã. O peso foi saindo, nem precisei me sacrificar tanto na dieta. Treinei muito forte porque estava lenta, mas o jiu-jítsu eu faço desde os três anos, é como andar de bicicleta, você nunca esquece. Concentrei mais no wrestling e no muay thai, que eram meus pontos fracos. Foi só criar a rotina com a recém-nascida, o que foi um pouco difícil, pois eu chegava atrasada nos treinos. Fiz um camp meu, privado, então deu para ter flexibilidade e meu marido, que é surfista profissional, ajudava muito”, finalizou.

O UFC Tampa terá cobertura em tempo real do ‘Torcedores.com’ e transmissão ao vivo do ‘Canal Combate’.

Confira abaixo o card (sujeito à alterações) do UFC Tampa: Jedrzejczyk x Watterson:

Card Principal:

  • Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk x Michelle Waterson;
  • Peso-pena: Cub Swanson x Kron Gracie;
  • Peso-leve: Brok Weaver x Thomas Gifford;
  • Peso-palha: Mackenzie Dern x Amanda Ribas;
  • Peso-leve: Matt Frevola x Luis Peña;
  • Peso-médio: Eryk Anders x Gerald Meerschaert.

Card Preliminar:

  • Peso-meio-médio: Niko Price x James Vick;
  • Peso-meio-pesado: Ryan Spann x Devin Clark;
  • Peso-mosca: Deiveson Figueiredo x Tim Elliott;
  • Peso-meio-médio: Max Griffin x Alex Morono;
  • Peso-meio-médio: Miguel Baeza x Hector Aldana;
  • Peso-meio-médio: Marvin Vettori x Andrew Sanchez;
  • Peso-mosca: J.J. Aldrich x Lauren Mueller;
  • Peso-galo: Marlon Vera x Andre Ewell.

Leia também no TORCEDORES.COM: