Técnico experiente no Nordeste, Marcelo Vilar exalta finalistas da Série C: “Torcedor nordestino faz a diferença”

Atual treinador do São Caetano e ex-Ferroviário, comandante teve passagem de mais de uma década por clubes do Nordeste, e elogiou as torcidas de Sampaio Corrêa e Náutico, que fazem final da Série C neste domingo (6)

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e hoje é editor no Torcedores.com.

Crédito: Márcio Donizete/Torcedores

Ex-técnico do Ferroviário e atualmente no São Caetano, Marcelo Vilar tem história quando o assunto é futebol do Nordeste. Sampaio Corrêa e Náutico fazem a segunda partida da final da Série C do Brasileirão neste domingo (6), em São Luís-MA, e o treinador enxerga um ótimo momento dos clubes nordestinos, principalmente quanto às torcidas, fortemente apaixonadas.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“É um momento ímpar do futebol do Nordeste, o futebol do Nordeste é forte. O torcedor faz a diferença, é apaixonado. Os clubes têm torcidas. Tanto Náutico como Sampaio Corrêa são dois times de imensa torcida. O Náutico saiu na frente (nas finais), mas não é fácil atuar no Castelão contra o Sampaio Corrêa. Tudo pode acontecer”, comentou Vilar ao Torcedores.

“Estou esperando essa partida e ver o coroamento dessa competição, que nos últimos anos vem dando às equipes do Nordeste chegar nas cabeças e tendo chance de título”, complementou o treinador, que treinou o Ferroviário no primeiro turno da Série C e deixou o clube na liderança do Grupo A, antes de aceitar uma proposta de reestruturação do São Caetano – que disputará em 2020 a Série A-2 do Paulista e busca o título da Copa Paulista para retornar para a Série D do Nacional.

Ferroviário na Terceirona

Em relação ao Ferroviário, Marcelo Vilar reconhece o esforço do clube, que saiu de uma profunda crise financeira, rebaixamentos, e hoje se destaca tanto no futebol cearense quanto a nível nacional. “O Ferroviário está em um processo de ressurgimento. Nos últimos anos o clube chegou a até jogar a Segunda Divisão do Cearense e totalmente no ostracismo, e agora está de volta”, exaltou.

Sobre a campanha do Ferrão, que caiu de produção após a saída de Marcelo Vilar e terminou em quinto lugar, não chegando ao mata-mata do campeonato, o técnico lamentou o não-acesso, mas vê boas perspectivas para o time no futuro. “Fiquei triste que o time não classificou (ao mata-mata da Série C). O clube tem tudo para se reorganizar e agora com calendário completo, poder alçar voos mais altos”, completou.

Final da Série C

Sampaio Corrêa x Náutico se enfrentam às 16h (de Brasília) deste domingo pelo segundo jogo da finalíssima da Terceirona, com transmissão ao vivo do DAZN. Na primeira partida, o Timbu levou a melhor e venceu por 3 a 1, no Estádio dos Aflitos. Um empate dá o título ao clube pernambucano. Ambos já estão garantidos na Série B do Campeonato Brasileirão de 2020, ao lado de Juventude e Confiança-SE.

VEJA MAIS
Sampaio Corrêa x Náutico: 3 jogadores do Timbu que podem decidir a final da Série C
3 jogadores que podem decidir para o Sampaio Corrêa contra o Náutico na final da Série C