Mark Allen elogia Triathlon olímpico e Internacional de Santos

Hexacampeão em Kona, Mark Allen exaltou as competições de distância olímpica que disputou algumas vezes. Ele indica este tipo de prova, sobretudo para iniciantes na modalidade

Jéssica De Paula Alves
Jornalista amapaense migrada em Belo Horizonte (MG). Nascida em março de 1990, é gremista e adora esportes desde a infância. Faixa branca em jiu-jitsu, também é fã de rock e ama unir suas paixões.

Crédito: Divulgação

O norte-americano o Mark Allen é um dos maiores nomes do Ironman. Mas não é um entusiasta apenas das provas de longa distância. O atleta, hexacampeão do Mundial de Ironman em Kona, no Havaí, exaltou o Triathlon Internacional de Santos, de acordo com o site Ativo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Ele disputou a competição da distância olímpica algumas vezes, e nunca venceu, e indica este tipo de prova, sobretudo para iniciantes na modalidade.

“Eu fiz algumas provas aqui no Brasil, como o Triathlon Internacional de Santos, e vim para alguns eventos depois de me aposentar também e é sempre muito bom. Há um entusiasmo muito grande pelo triathlon aqui. Os atletas amam o esporte, amam a história, são interessados. É sempre ótimo estar aqui”, explicou Mark Allen.

Treino

Desta vez, o norte-americano esteve no Brasil para comandar um treino com os participantes do Under Armour Performance Lab. O projeto da marca de material esportivo que reúne dez atletas amadores na busca pela melhor performance.

Mas a maioria de suas visitas anteriores ao País foi para disputar o Triathlon Internacional de Santos, prova que em 2020 chega à 29ª edição. O evento, que passa a ser organizado pela Norte Marketing Esportivo, maior grupo de marketing esportivo da América Latina, está marcada para 9 de fevereiro de 2020 e já tem inscrições abertas.

Apesar de seu histórico vencedor na maior prova de triathlon do mundo, o Ironman de Kona, Allen nunca conquistou o Internacional de Santos, evento que já atraiu outros grandes nomes da história do esporte como Scott Molina, Chris McCormack e Greg Welch.

A prova no litoral paulista é da distância olímpica, com 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, indicada por Allen para iniciar a prática do triathlon.

“A distância olímpica é ótima. Se você nunca fez um triathlon, pensar fazer um Ironman como primeira prova é loucura. É importante fazer provas olímpicas e de sprint antes”, defendeu o hexacampeão de Kona. “Talvez você já tenha feito uma maratona. Aí você começa a nadar, precisa se acostumar com o ciclismo. E se testa em um prova que tem um impacto menor se não der absolutamente certo”, completou.

Programado para 9 de fevereiro, o Triathlon Internacional de Santos, uma das provas mais tradicionais do calendário nacional, já está com as inscrições abertas.

LEIA MAIS

Circuito do Sol divulga de corridas para 2020 em São Paulo e Rio